Prefeito Mandiocão decreta a suspensão, por tempo indeterminado, de consultas e aglomerações na cidade

Para fins de combate, controle e redução da transmissão do coronavírus no município de Rio Bonito, o prefeito José Luis Antunes, o Mandiocão, (Progressitas), publica amanhã (20) decreto que determina a suspensão, por prazo indeterminado, de atendimentos de várias especialidades médicas, tais como consultas de nutrição, dermatologia, ultrassom (exceto gestantes), além da realização de eventos e atividades com a presença de público, ainda que previamente autorizadas, que envolvem aglomeração de pessoas, tais como: evento desportivo, show, salão de festa, casa de festa, feira, evento científico, passeatas e afins.

Segundo Mandiocão, os procedimentos a serem adotados são para o combate, controle e prevenção para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do covid-19 no município.

“Considerando o estabelecimento de estado de pandemia pela Organização Mundial de Saúde pela doença, a confirmação de casos de infecção pelo coronavírus no território nacional, em especial em municípios do Estado do Rio de Janeiro; a expectativa da Secretaria de Estado de Saúde do aumento significativo do número de casos de infecção pelo coronavírus e a maior vulnerabilidade dos idosos aos sintomas decorrentes do coronavírus; seguimos as orientações federais, estaduais e do próprio município visando à redução da circulação de pessoas no Município de Rio Bonito, de forma a evitar contaminações em grande escala e preservar a saúde dos servidores e da população em geral”, afirmou o prefeito no decreto.

No documento, o prefeito pede para que ninguém saia de casa e determinou a suspensão ainda de atendimentos nos consultórios para as seguintes atividades: nutrição, dermatologia, ultrassom (exceto gestantes), geriatria, oftalmologia, gastroenterologia, angiologia, otorrinolaringologia, pequenas cirurgias, ginecologia, teste da orelinha, audiometria, eletrocardiograma, endoscopia, raio x ambulatorial, ortopedia (exceto pós cirúrgico), ambulatório de da saúde mental (CAPS) (exceto atendimento de psiquiatria), psicologia, fonoaudiologia, neuropediatria, atendimentos odontológicos (exceto urgência e emergência), atendimentos ambulatoriais de fisioterapia, transporte de paciente para fora do município (exceto quimioterapia, radioterapia e hemodiálise infantil), coleta de exames ambulatorial nas unidades de saúde da família e oficinas terapêuticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 4 =