Prédio de Universidade será desapropriado pela prefeitura do RJ

O prédio da antiga Universidade Gama Filho, na Piedade, será desapropriado. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (5) pelo prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM). Pelo twitter ele informou que pretende fazer um parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio RJ) para viabilizar um grande centro de ensino e conhecimento.


Nenhum cronograma ou data de início das obras foi divulgado, apesar de a iniciativa fazer parte do Plano de Ações que o prefeito apresentou para os 4 anos de seu mandato.

O deputado estadual Waldeck Carneiro, presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Alerj, se pronunciou sobre a desapropriação do campus da Universidade Gama Filho.

“Nosso mandato luta por uma solução positiva para aquele lugar há muitos anos para a sua recuperação como um polo de conhecimento e de formação. Me lembro de ter mandado uma mensagem para o Eduardo Paes logo no início do seu retorno ao governo falando sobre a Gama Filho e considero ótimo que haja uma parceria não apenas com a Fecomércio, mas eventualmente com outros órgãos, de modo que aquela região da Piedade, do Grande Méier, Quintino, Engenho de Dentro possa ser revigorada pela retomada de uma atividade intensa de formação, qualificação, produção de conhecimento no antigo campus da Gama Filho”.

Recordando – A Universidade foi fechada em 2014 e desde então o edifício ficou abandonado e foi invadido por moradores em situação de rua. Houve um descredenciamento por parte do Ministério da Educação em relação a Universidade Gama Filho e a UniverCidade por baixa qualidade acadêmica e o grave comprometimento financeiro da instituição. Em novembro do ano passado, o prédio foi atingido por um incêndio.

Em nota, a Gama Filho comemorou a notícia e disse que desapropriação da antiga sede da universidade trará benefícios para a região.

“É com otimismo que tomamos conhecimento hoje do decreto do prefeito Eduardo Paes sobre a desapropriação do campus da antiga Universidade Gama Filho na Piedade. Durante anos travamos uma luta judicial para conseguir trazer para a massa falida o campus de Piedade, o que ocorreu apenas no mês passado. A notícia da desapropriação é benéfica não só para a comunidade que terá finalmente o prédio novamente ocupado, como para os credores que foram prejudicados com a falência que atingiu a Universidade Gama Filho. Com o pagamento do valor do imóvel, trabalhadores, fornecedores, ex-alunos poderão finalmente receber seus direitos. Devolver àquele prédio sua função voltada para o ensino é uma notícia que nos enche de esperança. A educação sempre foi a maior indutora da economia e da promoção da justiça social”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 9 =