Preço menor na garagem subterrânea de Charitas

Raquel Morais –

Apostando na mudança de comportamento do motorista, a Niterói Rotativo informou que desde sábado (08) a diária do estacionamento na garagem subterrânea passará a ser de R$ 9, ou 55% a menos do valor praticado desde a sua inauguração, R$ 20. Na Avenida Prefeito Silvio Picanço, seis estacionamentos particulares já tinham reduzido os valores da parada. Alguns cobravam metade do valor do estacionamento subterrâneo. A oferta particular mais em conta deu certo e diariamente esses espaços são lotados de veículos, o que anima os administradores.

Na sexta-feira, a garagem subterrânea ainda estampava a diária a R$ 20 e apenas três veículos ocupavam as 230 vagas atuais. Seriam necessários 1.004 anos para reaver o investimento de R$ 22 milhões se mantivesse essa estatística. Em nota, a Niterói Rotativo informou que “os novos negócios têm um tempo próprio para se estabilizar. Especialmente em momentos de crise profunda como vem ocorrendo no país e, em especial, no Estado do Rio. (…) No caso dos estacionamentos não é diferente. Mudar hábitos de quem já está acostumado a deixar o carro em determinado lugar, também. É preciso investimento, para além do custo da obra. Neste sentido a Niterói está lançando a seguinte promoção de inauguração com período de até duas horas custando R$ 4 e a diária R$ 9”.

O novo preço adotado será o mais barato da região de Charitas. A empresa ainda reiterou que já solicitou ao município fiscalização dos estacionamentos nos bairros de Charitas e São Francisco que operam irregularmente em terrenos de hospitais, terrenos próprios e de prédios ainda não construídos, o que dificulta a operação regular. A Prefeitura de Niterói salientou que a Secretaria de Ordem Pública já deu início ao processo de ordenamento do bairro e todos os estabelecimentos serão vistoriados.

A equipe de A TRIBUNA visitou os seis estacionamentos privados de Charitas e todos apresentaram alvará de funcionamento e se mostraram regulares para as atividades. O Santa Cândida Parking, na Rua Santa Cândida, oferece 40 vagas com diária de R$ 10 e o cliente tem seguro contra danos do veículo e pode baixar um aplicativo para ver o espaço, monitorado por 16 câmeras de segurança. “Funcionamos dentro da lei e estamos oferecendo um preço bom e justo para o estacionamento”, comentou o administrador do local Paulo César.

A poucos metros, o Ativo Park também se encontra regularizado e cobra diária a R$ 15. No Classic Park, dentro da Maison Cascade, Adriano dos Santos, responsável pelo estacionamento, também confirmou a legalidade do estacionamento, que tem diária de R$ 10 para 80 vagas. Na igreja Lagoinha, a diária também custa R$ 10 e funcionários informaram estar tudo dentro da lei para oferecer estacionamento aos motoristas. No Rodo Parking, ao lado da Maternidade Municipal Alzira Reis, a diária custa o mesmo valor e um funcionário mostrou o alvará de funcionamento. Somente na estação dos catamarãs, o Estapar cobra o mesmo valor da garagem subterrânea, R$ 20 pela diária.

CUSTO BENEFÍCIO
Com o valor antigo, de R$ 20, um trabalhador que estaciona o carro cinco vezes por semana tem que desembolsar R$ 400 por mês. No estacionamento particular, com o valor mais em conta, R$ 10 por dia, o gasto cai pela metade, R$ 200. Com a mudança na franquia da garagem subterrânea, o motorista passará a ter um gasto mensal de R$ 180, valor 55% menor em relação ao praticado até a última sexta-feira.
“Com essa nova tabela com certeza valerá a pena descer de carro da Região Oceânica e estacionar na garagem coberta, que tem elevador para locomoção e uma estrutura melhor, já que não precisamos deixar a chave do veículo com os manobristas”, finalizou a administradora Maria Célia Amaral, de 38 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + quinze =