Praça da Bíblia deve virar terminal rodoviário

Raquel Morais –

Muito lixo espalhado, escombro de obras, ferragens expostas, grades arrebentadas e concretos detonados. Esses são alguns dos problemas encontrados na Praça da Bíblia, continuação da Chico Mendes, no Alcântara, em São Gonçalo. Além dos problemas estruturais, o que era para ser um terminal rodoviário para o gonçalense, virou abrigo para os moradores de rua. A intenção principal é desafogar o trânsito do bairro e, dentro de alguns dias, o projeto poderá sair do papel.

Roupas lavadas são penduradas nas grades para secar, escombros viraram apoio para um fogareiro onde os moradores cozinham e até um ponto de água foi descoberto e utilizado para refrescar o calor. A dona de casa Rosana Wandermurem, 60 anos, mora na Rua Joaquim Laranjeiras e disse que nunca teve problemas com moradores da praça.

“Eles se comportam e respeitam os moradores. Nunca aconteceu nada por eles estarem na praça. É claro que esse é um problema social que deve ser resolvido”, explicou.

Já um comerciante que preferiu não se identificar disse que a praça está abandonada há anos e a mendicância do local atrapalha quem passa pelas duas ruas. “Apesar deles não se envolverem com as pessoas, muitos são usuários de drogas e sob efeito [de entorpecentes] não boto minha mão no fogo por ninguém. Tenho medo também de quando eles ficam com abstinência da droga, as pessoas não respeitam ninguém e se tornam perigosas”, concluiu.

O secretário de Meio Ambiente da cidade, Rafael Magalhães, informou que o município busca parcerias para fazer a revitalização. “Nossa intenção é transformar a Praça da Bíblia em um terminal rodoviário. Estamos finalizando o projeto nos próximos dias e vamos buscar parceiros para realizar uma obra tão importante e impactante quanto esta”, enfatizou. Questionada sobre a quantidade de ônibus que passariam a fazer parada no espaço e quantidade de passageiros atendidos, a administração municipal não se manifestou até o fechamento dessa edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 5 =