PP e PSC foram os partidos que mais elegeram prefeitos no Estado

Karoline Martins e Alan Bittencourt

As eleições municipais no Estado do Rio de Janeiro tiveram, em números absolutos, dois grandes vencedores: o PP e o PSC. Ambos conquistaram 11 prefeituras. Porém, o PP tem dois candidatos sub júdice. Já o terceiro partido com mais candidatos eleitos é o MDB, com sete conquistas. O PT e o Avante, por sua vez, que só conquistaram uma prefeitura cada, duelam pelos próximos pela Prefeitura do segundo maior colégio eleitoral do estado, que é a da cidade de São Gonçalo.

O Partido Progressista venceu em 11 municípios, porém a atual prefeita de Carapebus, Christiane Cordeiro (34,51%) teve a sua candidatura indeferida perante a Justiça e busca confirmação legal para confirmar a vitória sobre Bernard Tavares (Republicanos), que teve 29,90% dos votos, e Rodrigo Mancebo (Cidadania), com 26,27%. O partido ainda enfrenta um processo judicial em Magé, onde Renato Cozzolino, vencedor com 27,13%, terá recorrer de uma condenação em maio por abuso de poder político e conduta vedada nas eleições de 2018.

O PSC garantiu em Teresópolis, importante cidade da Região Serrana, a expressiva marca de 45.484 votos. O prefeito eleito da cidade é Vinicius Claussen, que obteve 56,17% dos votos. Outro município importante do Estado onde o partido conquistou a prefeitura é Miguel Pereira. André Português foi eleito com nada menos do que 83,22% dos votos. A votação foi tão expressiva que o segundo colocado – Romano Lomelino (Solidariedade) -, recebeu apenas 8,39%.

O Partido Democrático Trabalhista garantiu em Niterói o triunfo de Axel Grael no primeiro turno, com 62,56%. Esta foi uma das quatro vitórias da sigla no Estado. O PDT ainda tem chances em Campos dos Goytacazes, com Caio Vianna.

O MDB elegeu sete prefeitos. Destes, Washington Reis (52,55%), candidato à reeleição em Duque de Caxias, tem sua candidatura considerada sub judice, e agora aguarda aprovação da Justiça Eleitoral para tomar posse. O TRE-RJ indeferiu, a pedido do MP, a candidatura baseado na Lei da Ficha Limpa. Contra Washington Reis há uma condenação por crime ambiental na Justiça. Caso continue indeferida, Marcelo Dino (PSL), que teve 17,55% dos votos, e Dica (PL), que recebeu 10,03% dos votos, disputarão o segundo turno.

O PSD, por sua vez, obteve vitórias em seis cidades. Porém, em Campos dos Goytacazes, Wladimir Garotinho (42,94%) teve a candidatura indeferida por conta do seu vice Frederico Paes (MDB), que, segundo denúncia, não fez sua desincompatibilização a tempo do prazo estipulado pela Justiça. Caso continue indeferida sua candidatura, ainda há chances para Caio Vianna (PDT), que alcançou o segundo lugar no pleito, com 27,71%, e o Dr. Bruno Calil (Solidariedade), com 13,17%. Em Volta Redonda, Baltazar aguarda a solução do caso do vencedor do pleito, Neto (DEM), que teve 57,20% e está sub judice, para saber se enfrentará no segundo turno Samuca Silva (PSC), que obteve 9,27%.

Os partidos Rede, PSDB, PT, PMB, PROS, PV e Avante conseguiram eleger apenas um candidato cada. Com possibilidade, no caso de PT e Avante, de mais uma vitória em São Gonçalo, com a disputa entre Dimas Gadelha (PT) e Capitão Nelson (Avante).

Em Petrópolis, Rubens Bomtempo (PSB), que ficou em primeiro lugar com 27,37%, disputará o segundo turno com Bernardo Rossi (PL), que teve 16,75%. Além da Cidade Imperial, o PL teve outras dez vitórias. Entre elas, a de Dayse Onofre, com 35,93% em Paraíba do Sul, derrotando o atual prefeito, Dr. Alessandro (Solidariedade), com 18%.

Na capital, o Democratas, que já obteve vitória em sete prefeituras, busca a eleição de Eduardo Paes, frente ao candidato do Republicanos, Marcelo Crivella. Em São João de Meriti, o candidato Dr João, enfrenta nas urnas do segundo turno, Leo Vieira do PSC.

O Solidariedade tenta a sua décima vitória com Dr. Alessandro, no município de Paraíba do Sul, diante do indeferimento da candidatura de Dayse Onofre, do PL. Situação similar acontece na cidade de Carapebus, onde Bernard Tavares, do Republicanos, pode ter a sexta vitória do partido diante da candidata Christiane Cordeiro, que está com sua candidatura Sub Judice.

O partido Rede conseguiu a vitória de somente um candidato, em Areal, elegendo o prefeito, Gutinho.

PSDB, PMB e PROS também conseguiram estar a frente do executivo de uma cidade cada. PODEMOS conquistou a prefeitura de dois municípios no estado.

Com 11 vitórias, o PSC, tem a possibilidade de segundo turno em Magé e em São João de Meriti.

O partido Cidadania estará à frente de quatro prefeituras em 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =