Posto do Detran é fechado temporariamente

Na sexta-feira (17), o Detran suspendeu preventivamente os serviços da unidade Fonseca, em Niterói, após constatar que um prestador de serviços do posto de vistoria testou positivo para o novo coronavírus. Além disso, outros dois funcionários, do mesmo posto, apresentaram sintomas da Covid-19 e aguardam o resultado dos exames.

Para a segurança de colaboradores e usuários, a unidade passará por uma higienização completa neste fim de semana e todos os funcionários serão testados. A data da reabertura depende de uma criteriosa avaliação, sempre seguindo os protocolos das autoridades de saúde.

Durante o fechamento temporário, as CNHs e RGs solicitados antes da pandemia no Posto do Fonseca poderão ser retirados, a partir da próxima segunda-feira (20/07), no Niterói Shopping. O serviço não precisa ser agendado, basta comparecer na unidade com protocolo ou documento de identificação. Em relação aos serviços veiculares, quem tem exigência a cumprir poderá se dirigir ao posto de vistoria de São Gonçalo, das 10h às 15h, ou aguardar a reabertura da unidade.

Até agora, mais de 600 funcionários já foram testados. A última testagem aconteceu, nesta sexta-feira (17), e foi destinada aos servidores que trabalham diretamente com o público na sede do departamento, no Centro do Rio.

“Os cuidados continuam e são medidas fundamentais do plano de retomada gradual do Detran.RJ. Como a pandemia ainda não foi totalmente controlada, o departamento pede aos usuários que não compareçam aos postos sem agendamento prévio, não levem acompanhantes, não cheguem muito antes do horário para evitar aglomeração e mantenham o distanciamento nas filas. O Detran reforça ainda que é obrigatório o uso de máscaras no interior das unidades”, informou o órgão em nota.

Veículos

Os veículos comprados após 19 de fevereiro continuam com autorização para circularem sem placa junto das exigências de nota fiscal de compra do veículo e documento de identidade do motorista. Já os usados adquiridos durante o período da pandemia seguem liberados da exigência do novo Certificado de Registro do Veículo (CRV).A multa administrativa após um mês pela não realização do registro da troca de proprietários não será efetuada.

De acordo com o site do Detran- RJ, os veículos que possuem Gás Natural Veicular (GNV) precisam apresentar o Certificado de Segurança Veicular (CSV) do ano corrente para realizar serviços no Detran.RJ. A medida vale desde o dia 11 de novembro de 2019, quando o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) adotou uma nova interpretação da resolução que descreve o procedimento para esse tipo de combustível.

Ainda de acordo com o portal, atualmente, para realizar todos os serviços que necessitam do CSV periódico para sua realização, é preciso que o mesmo tenha sido emitido no ano corrente. Para realizar o licenciamento em 2020, por exemplo, mesmo que o certificado emitido no exercício 2019 esteja na validade, deverá ser apresentado um novo CSV, com emissão em 2020, para a renovação do exercício.

Segundo as informações repassadas pelo órgão, o Certificado de Segurança Veicular é um documento emitido nas Instituições Técnicas Licenciadas (ITLs) credenciadas pelo Inmetro. No momento em que o documento é emitido, a informação da emissão também é incluída na Base de Índice Nacional (BIN). A apresentação do CSV é uma das exigências do Denatran para a realização de quaisquer serviços de veículos que possuam GNV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + dezesseis =