Porto da Pedra leva marchinhas para a Sapucaí

Raquel Morais

Fechando o carnaval do Grupo A a Unidos do Porto da Pedra vai desfilar na Marquês de Sapucaí no dia 25 de fevereiro, sábado de carnaval, com o enredo “O abre alas que as Marchinhas vão passar: Porto da Pedra é quem vai ganhar… seu coração!”, de autoria do carnavalesco Jaime Cezário. A vermelha e branca de São Gonçalo vai homenagear as marchinhas de carnaval no sambódromo com um time de 2.200 componentes e desses 250 são ritmistas.

O enredo foi escrito em parceria com Bira, Márcio Rangel, Alexandre Villela, Eric Costa, Adelyr, Oscar Bessa, Rafael Raçudo, Bruno Soares e Paulo Borges. E tem como presidente Fábio Montibelo, como diretor de carnaval Paulo Brandão e coreógrafo Patrick Carvalho. Já o primeiro casal de mestre sala e porta bandeira, Marlon Lamar e Lucinha Nobre, e como segundo, Rodrigo França e Cintya Santos. “Mais uma vez, como no ano passado, quem escolheu o samba foi o povo. O samba caiu no gosto da comunidade, e eles escolheram. Com este samba bonito e pra cima, tenho certeza que iremos brigar pelo título.O time que eu montei com esse enredo tem tudo pra fazer um carnaval muito melhor do que o de 2016, até mesmo com a crise financeira que o nosso país está atravessando”, garantiu Montibelo.

2 (1)

No barracão a produção do carnaval já está com 65% do carnaval pronto. Serão quatro carros alegóricos e os nomes e detalhes das alegorias foram mantidos em sigilo pelo carnavalesco Jaime Cezário, 50 anos, que está à frente da agremiação há quatro anos. “Todos os carros são muito divertidos e diferentes. O que posso dizer é o que o símbolo da escola, o tigre, vai vir no abre alas e estará apaixonado e tudo será muito colorido, com destaque para as cores da escola: vermelho e branco”, brincou. O primeiro setor foi batizado como “A paixão de carnaval através das marchinhas”, o segundo como “O deboche engraçado pelas marchinhas”, o terceiro “As marchinhas não deixaram a política de fora” e o último será o “Deu a louca nas marchinhas”. “As marchinhas é a alma viva do carnaval de rua e trabalhar esse tema está sendo maravilhoso. Vamos levar alegria, irreverência, crítica e muita diversão”, completou Cezário.

No galpão, que fica na Via Binário do Porto, no Rio de Janeiro, a criatividade também impera como uma verdadeira alquimía dos materiais. “Estamos dando nó na crise e vamos transformar coisas muito baratas e simples em coisas absolutamente lindas. Um exemplo é o feltro que se bem trabalhado vira um tecido nobre”, frisou o carnavalesco.

O coreógrafo da comissão de frente, Patrick Carvalho, disse que a seleção dos bailarinos começou com 120 candidatos até reduzir para 15 selecionados. “É um processo maravilhoso e um enredo maravilhoso. A ideia é linda temos até uma francesa na comissão de frente, que é especialista em afro vibe. Tem uma pegada de ritual africano nos movimentos que vai emocionar. Vamos forte do início ao fim”, comentou. A bateria seria comandada pelo Mestre Pablo e Ketula Mello dará todo a graça e simpatia como rainha de bateria da agremiação, tudo embalado pelo intérprete Anderson Paz.

O abre alas que as Marchinhas vão passar: Porto da Pedra é quem vai ganhar… seu coração

Vai chover…confete e serpentina
Sou pierrot, você é a colombina
Sassaricando daqui…sassaricando dali…
Fço de tudo pra ganhar seu coração
Linda morena, no meu coração
O bonde está lotado, pode festejar!
Olê, olá, de noite a maria é outra
Ocareca está a solta e o vovô ficou pra trás
Oh! que beleza, a cabeleira do rapaz

Será, meu bem, que zezé vai revelar?
O que ele é nessa avenida
É nesse embalo que hoje vou me acabar
O carnaval do povo ninguém vai calar

Aqui tudo é brincadeira
Tanta sujeira no cenário nacional
Desde os tempos de cabral
Ê ê ê me dá um dinheiro aí…se não der, pau vai comer
Cadê você? foi brincar em madri
Ou pensou em fugir pro calor do saara?
Me abraça, amor…nesta folia sou um sonhador
Bebo até cair porque o rei mandou
Na cidade de encantos mil
Quando a saudade invade meu peito
Revivo grandes carnavais
No branco da minha bandeira celebro a paz

Abram alas! meu tigre chegou
Cantando versos de amor
No explendor do amanhecer
Quero ver me segurar

Tem marchinha até o dia clarear

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =