Portal lança cartaz com os 12 criminosos mais procurados em Niterói e SG

Augusto Aguiar –

Os nomes e fotos dos 12 criminosos mais procurados de Niterói e São Gonçalo foram divulgados pelo Portal Procurados. Na hierarquia do crime, eles são apontados como chefes da venda de drogas em várias comunidades e também por envolvimento em crimes de homicídios e roubos de carros e a transeuntes. À Thomaz Jhayson Vieira Gomes, conhecido por 2N ou Neném, de 24 anos, além da liderança do tráfico no conjunto de comunidades do Complexo do Salgueiro, também é atribuído a ordem para ataques e roubos de cargas e até de caixas eletrônicos em São Gonçalo. O marginal é um dos suspeitos de envolvimento nas mortes do caminhoneiro Joel Gustavo de Lima Soares e do metalúrgico Marcelo da Cunha Ferreira Soares. Informações que levem à sua captura valem R$ 10 mil.

Schumaker Antonácio do Rosário, o Schumaker, de 33 anos, condenado por homicídio e assaltos à mão armada, controlaria os pontos de venda de drogas no bairro Jardim Catarina, divisa com Salgueiro. Schumaker já havia sido preso em agosto de 2003 por assalto. Dois meses depois foi beneficiado a cumprir a condenação em regime semiaberto e não nunca mais voltou para o Instituto Penal Edgar Costa, no Centro de Niterói. A recompensa por informações sobre ele é de R$ 5 mil.

Luis Fernando Rodrigues de Souza, o Nando do Anaia, de 30 anos, é acusado e investigado por envolvimento na morte da representante comercial Eliana Guerreiro Mascarenhas, em agosto de 2015, no bairro Amendoeira. Eliana e o marido, o advogado Roberto dos Santos Melandre, tiveram o carro atingido por quase 40 tiros. Ele também foi responsável pela segurança do traficante Fat Family, morto em ação policial no Complexo do Salgueiro.

Amâncio Levi Clemente Moura, o Levi do Bumba, de 42 anos, seria, segundo trabalho investigativo da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), o mandante da morte do policial civil Thiago Thomé durante assalto ocorrido no Fonseca, em fevereiro de 2015.

Maxwell Pires de Lima, o Maxixe, lideraria os pontos de drogas na comunidade Nova Brasília, na Engenhoca, Zona Norte de Niterói. A ele também é atribuída e a liderança de uma invasão ao Morro dos Marítimos, no Barreto (também Zona Norte da cidade), ataque que resultou na morte da estudante Ana Carolina Borges dos Santos, de 13 anos. Ela foi atingida na cabeça por um tiro de fuzil durante uma intensa troca de tiros entre traficantes.

Wallace José Fernandes de Mello, o JR, é um dos suspeitos de envolvimento no assassinato a tiros de Andressa Nascimento Maia, de 20 anos, na Rua Uruassan, no bairro Jardim Miriambi, São Gonçalo, em 26 de abril do ano passado, crime ocorrido durante uma tentativa de invasão aos pontos de traficantes rivais. Contra Edmilson da Conceição, o Cicatriz, é apontada a chefia o tráfico no Morro do Estado, no Centro de Niterói. Ele tem 29 anos e foi condenado no ano passado pelo crime de roubo. Ricardo Severo, Faustão (oriundo do Complexo do Alemão, no Rio) está envolvido na derrubada de dois helicópteros da Polícia Militar, após traficantes tentarem tomar os pontos de drogas do Morro dos Macacos, no bairro de Vila Isabel, em outubro de 2009. De acordo com o portal (informe não confirmado pela 78ª DP/Fonseca) ele estaria gerenciando o tráfico no Complexo do Caramujo, na Zona Norte de Niterói.

Anderson Rodrigues de França, o Goelão, também segundo o portal estaria liderando tráfico no Morro do Cavalão, em Icaraí, Zona Sul de Niterói. Em 2009, foi preso por policiais da Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (Drae) e, de acordo com os agentes, atualmente seria o principal homem da hierarquia do tráfico na comunidade. Luis Carlos da Silva de Oliveira, o Charutinho ou Choquito ou Neguinho, é acusado de chefiar o tráfico de drogas da Favela Coronel Leôncio, na Engenhoca. Ele é foragido da justiça por sequestro e, antigamente, gerenciava o tráfico de entorpecentes no local e seria integrante da quadrilha de Márcio José Sabino Pereira, o Matemático, morto em confronto em Bangu, Zona Oeste do Rio.

Luiz Carvalho da Silva, o Luiz Cicatriz, chefia os pontos de drogas nas favelas de Sítio de Ferro, Cocada, Galinha e Cantagalo, em Pendotiba. Em abril de 2010, agentes da Superintendência de Inteligência Penitenciária (Sispen) descobriram seu envolvimento num plano para executar o então secretário de Estado de Administração Penitenciária do Estado do Rio (Seap), Coronel Cesar Rubens Monteiro de Carvalho. O atentado aconteceria na descida da Ponte Rio-Niterói e seria em represália à transferência de dez chefões de uma facção criminosa, que foram levados do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, para o Presídio Federal de Mossoró (RN). Os dois criminosos

Jonatas dos Santos, o Formigão, chefia o tráfico de drogas que age no Morro do Martins, em Neves, São Gonçalo. Ele é apontado com o autor do assassinato de Igor Ribeiro de Oliveira, no Gradim, em março.

Informações sobre a localização desses criminosos procurados pela Justiça devem ser encaminhadas para o Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo do órgão. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + doze =