População se sente mais segura com PMs nas ruas

Augusto Aguiar –

Conscientes de que as polícias Civil e Militar precisam da ajuda de todos, tanto a população, quanto a iniciativa privada e o poder municipal estão se mobilizando através de importante ações que possam refletir na maior presença policial nas ruas, aumentando também a sensação de segurança em Niterói.

Proprietários de oficinas já estão fazendo a sua parte, ajudando com a manutenção de viaturas e fornecimento de peças. Na cidade, oficinas de motocicletas, por exemplo, ofereceram serviços para que os veículos não fiquem parados a espera de manutenção. São fornecidas peças, óleo, entre outros itens. Outra importante iniciativa, pelo governo municipal – com a falta de investimento do Estado – tem sido investir no Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), que tem levado policiais militares em seus horários de folga de volta para o patrulhamento na rua. No início do ano, haviam pouco mais de cinco policiais – em média – atuando no programa no município, esta semana, já são quase 40 policiais em media reforçando o patrulhamento pelas ruas da Zona Sul e Centro.

“Ver os policiais andando pelas calçadas já é uma sensação muito boa, transmite segurança. Sabemos que a situação dos policiais é precária e saber que eles estão recebendo esse incentivo para trabalhar na folga é confortante”, contou Amanda de Oliveira, de 43 anos.

Em Niterói, o Proeis é custeado pela prefeitura, por conta de uma parceria com a Polícia Militar. Ao todo, o programa deixa em aberto 150 vagas diárias para os PMs trabalharem nas folgas. Na última semana foram 68 militares atuando. Atualmente, um praça recebe R$ 150 por oito horas trabalhando pelo programa. A previsão é que este valor aumente a partir de agosto com a renovação do convênio, passando para R$ 188 pelos próximos 12 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + vinte =