“Ponto Jovem”: 42 anos de uma marca consolidada

Raquel Morais –

Para muitos o Dia do Trabalhador, comemorado no dia 1º de maio, é apenas mais uma data no calendário. Mas para Jeronimo Alves de Sousa, de 85 anos, o dia é de muita comemoração, pois marca o aniversário de seu estabelecimento comercial: o famoso “Ponto Jovem”, em Icaraí. O point foi fundado em 1975 e nesse ano completa 42 anos de portas abertas, sorrisos e muita história.

jeronimo sousa -ponto jovem

É difícil um niteroiense não conhecer a casa de lanches, que sempre funcionou até durante a madrugada, sendo ponto de encontro para ‘pós noitada’ e para quem trabalha ou se diverte à noite. A sua badalada loja opera na Rua Miguel de Frias, ao lado do “Chalé”, do qual foi um dos dirigentes, em Icaraí, onde permanece até hoje. O início do trabalho foi vendendo ‘italiano’, sanduíches e salgados e, conforme Jeronimo afirma, foi a primeira casa de sucos de Niterói. “A referência continua até hoje, com uma carta de sucos de 110 combinações diferentes entre frutas, verduras e legumes”, apontou o empresário.

Hoje os ‘italianos’ ganharam novas versões além do tradicional queijo, presunto e cebola. São 24 tipos da iguaria como, por exemplo, queijo cheddar com bacon e frango com queijo minas e azeitona.

Além dessas opções também são vendidos tortas, salgadinhos, refrescos e sucos. O sucesso é tão grande que a empresa trabalha também com serviço de delivery, atendendo os seguintes bairros: Centro, Groagoatá, São Domingos, Ingá, Icaraí, Santa Rosa, Jardim Icaraí, São Francisco e Charitas. A loja funciona de segunda a segunda-feira, de 7h às 2h.

Hoje, Jeronimo, que sempre contou com a eficácia da esposa Marina Barreiros de Souza, divide a administração do “Ponto Jovem” com a filha única, Vera Pini. “Cresci atrás desse balcão vendo meu pai e minha mãe trabalhando e me orgulho muito disso. Hoje levamos juntos esse trabalho lindo que ele começou na década de 70, sempre mantendo a qualidade dos ingredientes e a higiene do espaço. Quando alguém fala em lanchonete o primeiro nome que vem é a cabeça é o Ponto Jovem e vamos manter sempre isso”, comentou a niteroiense.

A casa surgiu antes da “invasão dos fast-food” na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − seis =