Ponte terá sistema inédito de pagamento de pedágio para motos

Wellington Serrano

A Ponte Rio-Niterói será a primeira rodovia do Brasil a ter cobrança semiautomática de pedágio para motociclistas com uso de pulseira especial com tecnologia NFC (Near Field Communication). Segundo a empresa, o novo serviço de cobrança será implantado nas próximas semanas e promoverá mais agilidade na passagem dos motociclistas nas cabines mistas (para motos e carros). A tecnologia é por aproximação, e consiste em o usuário encostar uma pulseira ou telefone celular com QR Code no leitor próximo à cabine do pedágio.

A concessionária antecipa que o novo serviço já foi implantado como sistema de cobranças no comércio e outros prestadores de serviço pelo país. “Neste primeiro momento, estará disponível apenas para clientes do Banco Santander. Os interessados devem procurar a instituição financeira para acessar o serviço e a concessionária já está em tratativas para estender o acesso a clientes de outros bancos”, disse em nota.

O advogado tributarista Luis Meato sugere uma integração das concessionárias das rodovias com as novas tecnologias. “Seria interessante que uso de pulseiras ou chips identificassem o motociclista sem a necessidade de parar e retirar dinheiro ou cartão para pagamento do pedágio. É valido para facilitar e melhorar o trânsito na área de pagamento dos pedágios, evitando congestionamento e conflito entre moto e outros veículos”, disse ele.

Segundo o motociclista Wagner Gomes, de 51 anos, bom mesmo seria se fosse igual ao pedágio da Linha Amarela, que foi liberado para motos. “Já passamos muito sufoco no trânsito devido a falta de um projeto de educação, espero que com essa medida o tempo de travessia pelo menos melhore”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =