PONTA D’AREIA PEDE SOCORRO

Os moradores e pescadores do Morro da Penha e Portugal Pequeno, na Ponta D’Areia, estão pedindo para a Prefeitura de Niterói, através da Associação de Moradores, uma revitalização do cais da comunidade. Há cerca de um ano a plataforma passou por reformas e ganhou novas 180 madeiras mas agora o equipamento precisa de novo restauro. Além disso foi montado um projeto para aumento do cais em torno de oito metros para dentro do mar, além de modernização do calçamento e até criação de estacionamento para os caminhões serem abastecidos de peixe.

O presidente da Associação, Adriano Felício, explicou que o projeto de revitalização do cais contempla o aumento da estrutura para dentro do mar. A ideia é facilitar o atracamento no cais que atualmente está muito pequeno e não comporta a quantidade de barcos. Com a ampliação do cais terá mais espaço para outros barcos. Além disso também está sendo pedido a criação de uma academia de ginástica e instalação de bancos, para a formação de uma área de convivência. “A comunidade ganhou uma grande obra de contenção no ano passado e antes já tinha sido refeito o madeiramento do cais. O bairro é tão tradicional na cidade e estamos sempre conseguindo investimentos públicos para a região”, frisou.

O pescador Paulo Júnior Teixeira, 37 anos, é o conhecido ‘cria do bairro’ e desde 12 anos pesca na Ponta D’Areia com seu barco ‘Boa Sorte’. “Eu acho que o mais legal desse projeto é a criação do estacionamento. Atualmente a gente só consegue descarregar os peixes de madrugada pois a rua tem fluxo grande de veículos e não tem como o caminhão encostar para a gente colocar o peixe dentro. Com esse estacionamento poderemos trabalhar com mais calma e fazer isso dentro da legalidade. Muitas vezes a gente quer atracar o barco e não conseguimos pois está cheio de barco há meses. Tem que ter uma organização nesse sentido”, pontuou.

A Prefeitura de Niterói foi questionada sobre o assunto mas até o fechamento dessa edição não se manifestou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + um =