Ponta da Areia terá monitoramento em três meses

Augusto Aguiar –

Dentro de um prazo estimado de três meses, ou seja, no início do ano que vem, o tradicional bairro da Ponta da Areia, na região central de Niterói, estará sendo monitorado por dezenas de câmeras de segurança, que transmitirão imagens das principais vias da região diretamente para a sala de monitoramento do 12º Batalhão (Niterói), que já observa a movimentação em outras regiões da cidade. Uma reunião, realizada na noite de terça-feira, no Clube Fluminense, com a presença de representantes das polícias Civil, Militar, Guarda Municipal, de comerciantes, empresários, e moradores praticamente fechou questão sobre o assunto.

O investimento na sensação de segurança e maior tranquilidade no bairro ficou orçado em torno de R$ 67 mil e mais R$ 4 mil referentes a manutenção mensal dos equipamentos que serão instalados. De acordo com o presidente da Associação de Moradores do Morro da Penha e Portugal Pequeno, Adriano Felício cerca de 50 câmeras de monitoramento serão instaladas em diversos pontos do bairro Ponta da Areia, mas antes mesmo de serem conectadas, a ONG Viver Bem, responsável pelo projeto, ainda providenciará (previsto para janeiro) a implantação de uma rede de fibra óptica, procedimento necessário. Quantos aos custos para retirada do projeto do papel e da teoria, para a prática, Adriano explicou que a intenção é organizar uma espécie de rateio com os vários segmentos do bairro, num sistema de cotas.

“Estamos propondo aos empresários estabelecidos na região (estaleiros, por exemplo), uma cota de 50% do valor total do projeto, aos pequenos e médios comerciantes, 30%, e aos moradores o custeio dos 20% restante. Acho que todos seremos beneficiados. Considero que a população será atendida de modo muito eficiente. Vamos partir para conversar com esses segmentos. Estamos providenciando essa semana também o custeio de manutenção de uma das viaturas do 12º BPM que realiza o patrulhamento no bairro. Todo esse esforço tem por objetivo inibir e aumentar a sensação de segurança. São ações preventivas”, enumerou o presidente da associação de moradores.

Quanto aos pontos estratégicos onde estão previstas as instalações das câmeras, as vias enumeradas foram as principais entradas e saídas do bairro além de outros logradouros internos. São eles: acesso pela Avenida Feliciano Sodré, ruas Barão do Amazonas, Visconde de Itaboraí, Visconde do Uruguai, Visconde do Rio Branco, Silva Jardim, Santa Clara, São Diogo, Miguel de Lemos, Barão de Mauá. Via internas do bairro (entre outras): Ladeira Maria das Dores (acesso ao Morro da Penha) e parte alta da comunidade, Vila Pereira Carneiro, e ruas Minas Gerais e São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 1 =