Policial Militar quebra determinação de isolamento em festa particular em Búzios

O prefeito de Búzios, na Região dos Lagos, se manifestou na página da prefeitura sobre a conduta do policial militar, e youtuber, Gabriel Monteiro, que junto com políticos e outros militares desobedeceram a determinação da quarentena no município por conta da epidemia do Coronavírus. Eles participaram de uma festa privada no bairro de João Fernandes, o que foi proibido através de um decreto municipal publicado no último dia 20 de março sobre proibição de aglomeração de pessoas (shows, festas, bailes).

O prefeito André Granado se posicionou contra a atitude do militar. “A participação de funcionários públicos está sendo seriamente verificada, para esclarecer se estiveram no local. Processos administrativos foram abertos para averiguar qualquer ato indevido. Enquanto isso, não só lamento e repudio o acontecido; pretendo ficar ainda mais vigilante para impedir qualquer acontecimento que contrarie as medidas decretadas para assegurar a proteção das famílias do nosso município”, contou.

Ainda de acordo com Granado ele mesmo acionou o Secretário de Segurança Pública para constatação das denúncias sobre a festa, que seria uma reunião familiar de um deputado e um oficial da polília militar. “O secretário aguardou no local, o tempo necessário para falar com os responsáveis, para que fosse respeitado o decreto municipal. Continuamos trabalhando sem intervalos, para reforçar a campanha de vacinção em casa e para encontrar soluções sustentáveis, que tragam o equilíbrio certo entre o enfrentamento da propagação do coronavírus e a estabilidade de nossa cidade”, continuou na nota.

A festa teria começado na tarde do dia 28 (sábado) e durado até a madrugada do domingo (29). O juiz Raphael Baddini, responsável pela 2ª Vara da Comarca de Armação dos Búzios, também comentou nas suas redes sociais criticando essa atitude. “A última coisa que a gente precisa neste momento é um ‘PM’ anunciando que está violando ordens de confinamento e de vedação de entrada na cidade de Armação dos Búzios”, desabafou. Ele ainda explicou que a desobediência infringe o Código Penal, Art. 268 – Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. A pena pode ser de um mês a um ano, e multa; e pode ser aumentada de um terço, se o agente é funcionário da saúde pública ou exerce a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro.

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) esclareceu que o referido soldado responde a Comissão de Revisão Disciplinar, procedimento interno previsto para avaliar conduta dos integrantes da Corporação. A PMERJ, como as demais instituições militares do país, tem como pilares os princípios da hierarquia e disciplina. Vale ressaltar que o rito do procedimento prevê a ampla defesa e o contraditório  quanto às imputações de transgressões disciplinares nele contidas. Todas as garantias constitucionais são asseguradas aos integrantes da Corporação, oficiais ou praças. 

MAIS CONFUSÃO
Essa não é a primeira vez que o influenciador digital se envolve em confusões. No início desse mês ele também perdeu o porte de arma após desrespeitar o ex-comandante geral da PM em 2014. Gabriel está cumprindo função na Diretoria Geral de Pessoal (DGP) e é lotado no 34º BPM (Magé).

One thought on “Policial Militar quebra determinação de isolamento em festa particular em Búzios

  • 31 de março de 2020 em 17:39
    Permalink

    O único lugar certo pra esse bandido de farda e atrás das grades! Prisão já pra esse meliante!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 15 =