Policial Militar que matou a irmã é levada para presídio em Niterói

Após atirar na irmã Rhayana de Oliveira, na manhã deste sábado (2), no Camarão, em São Gonçalo, a policial militar lotada do 7°BPM (São Gonçalo), Rhaillayne de Oliveira de Mello, foi levada para a Unidade Prisional da Polícia Militar (UP-PMERJ), no Fonseca, em Niterói, na tarde do ocorrido.

Depois de levar voz de prisão do próprio marido, Leonardo de Paiva Barbosa, também policial militar, Rhaillayne foi conduzida para a Delegacia de Homicídios de São Gonçalo, Niterói e Itaboraí (DHNSGI), onde prestou depoimento por cerca de três horas. 

Durante o depoimento na DHNSGI, a autora do disparo contra a irmã chegou a gritar dentro da sala que queria a irmã de volta. Até o momento ainda não se sabe o motivo do crime.

A agente vai responder por homicídio e a Delegacia de Homicídios segue investigando o caso. 

Rhaillayne é a da esquerda

Entenda o caso – A policial militar  Rhaillayne e a irmã Rhayana tiveram uma discussão enquanto estavam no posto de gasolina, na Rua Doutor Francisco Portela, em São Gonçalo, na manhã deste sábado (2). Então, durante a briga das duas, Rhaillayne atirou contra a irmã.

Na hora do ocorrido, o Corpo de Bombeiros foi acionado, mas ao chegar no local, a vítima já estava sem vida e o marido de Rhaillayne, ao ser acionado para o local do crime, deu voz de prisão em flagrante à esposa. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.