Policiais vasculham Salgueiro e Jardim Catarina

Augusto Aguiar –

Desde as primeiras horas de terça-feira (01) policiais militares do 7º Batalhão ocuparam ruas de localidades situadas em bairros que compõem o Complexo do Salgueiro e Jardim Catarina. O objetivo principal dos militares foi reprimir as ações de quadrilhas especializadas em roubos de cargas. Até o fim da manhã não havia sido divulgado um balanço das ações que contaram com apoio de um veículo blindado do 7º BPM em suporte a varredura realizada a pé pelos militares da Supervisão de Oficiais, Patamo e Grupamento de Ações Táticas (GAT).

No Complexo do Salgueiro, os PMs percorreram as localidades conhecidas como Alto das Acácias e Curral. A repressão ao tráfico de drogas também foi outro foco dos policiais. A ação tática do 7°BPM teve início logo pela manhã, cujo alvo seriam os marginais que recentemente atacaram caminhoneiros para roubo de cargas junto à Rodovia Niterói-Manilha (BR-101). Logo pela manhã foram registrados confrontos nas localidades, com os bandidos fugindo para o interior dessas comunidades. A ação desencadeada pelo 7º BPM é relacionada a uma outra semelhante, deflagrada quase que simultaneamente em outros pontos do Rio, sobretudo na Zona Norte. Nesse caso, pelo menos 90 policiais civis, incluindo agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e 140 policiais rodoviários (PRF), com suporte de cães farejadores e helicópteros, se mobilizaram em três comunidades: Furquim Mendes, Ficap e Dique, no bairro Jardim América.

Denominada Operação Tempo Zero, a ação teve por objetivo o cumprimento de 15 Mandados de Prisão, como parte integrante do Plano Nacional de Segurança implementado no estado. As ações tanto no Rio quanto na Região Metropolitana foram deflagradas após duas ocorrências de roubos de cargas (as mais recentes) registradas no estado. Numa delas a Polícia Militar trocou tiros com os criminosos e conseguiu resgatar um motorista que era mantido como refém. Um caminhão, que transportava uma carga de óleo lubrificante, foi interceptada por bandidos na Avenida Brasil e o veículo seria levado para a comunidade do Chapadão, mas a central de monitoramento rastreou o sinal do veículo e conseguiu bloqueá-lo.

Um outro caminhão, com carga de eletrônicos, também foi roubado na noite de segunda-feira, na altura da Ilha do Governador. A carga foi levada para o Complexo da Maré. Em junho deste ano o número de roubo de cargas no estado do Rio subiu mais de 40%, comparado ao mesmo mês do ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =