Policiais de Niterói desarticulam quadrilha do ‘falso sequestro’

Uma quadrilha especializada no golpe do falso sequestro e em extorquir comerciantes foi desarticulada por policiais civis, nessa segunda-feira (14). A ação foi coordenada por agentes da 79ª DP (Jurujuba), que cumpriu dois mandados de prisão por extorsão e associação criminosa, contra suspeitos do crime, que estavam foragidos.

Segundo as investigações, a quadrilha agia em duas frentes. Em uma delas, faziam ligações a pessoas aleatórias, de dentro de um presídio, afirmando que estavam tomando algum parente como refém, que é o conhecido “golpe do falso sequestro”. Após aterrorizar as vítimas, os criminosos exigiam valores em dinheiro pelo suposto “resgate”.

Na outra área de atuação do bando, telefonavam para comerciantes de diferentes cidades, se identificando como traficantes e exigindo altas quantias em dinheiro. Em caso de recusa, os golpistas causavam pavor aos lojistas, afirmando que bandidos iriam invadir os estabelecimentos e provocar prejuízos financeiros.

“Neste golpe, um criminoso, através de ligações telefônicas do interior de uma unidade do sistema prisional, simulava ter sequestrado algum parente das vítimas, exigindo que certa quantia em dinheiro fosse depositado ou transferido para as contas de dois comparsas, para que a suposta vítima fosse liberada. Em outras vezes, a extorsão era praticada a comerciantes e os marginais exigiam altas quantias em dinheiro e, caso não houvesse o pagamento, afirmavam que traficantes iriam invadir o comércio e causar grande prejuízo financeiro”, afirmou a delegada Raíssa Celles, titular da distrital.

Nessa segunda, policiais da delegacia niteroiense receberam informação de que o suspeito de fazer as ligações estaria escondido na cidade de Nova Friburgo. Os agentes foram ao município da Região Serrana, localizaram o homem e cumpriram mandado de prisão contra ele.

Em seguida, os policiais se deslocaram a Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, a fim de encontrar outro membro da quadrilha. Segundo investigação, esse seria responsável por receber os depósitos das vítimas de extorsão. Ele também foi localizado pelos agentes, que cumpriram mandado de prisão contra o acusado.

A dupla presa se junta a uma mulher, que também seria responsável por receber os depósitos bancários, presa na última sexta-feira, capturada por policiais da 128ª DP (Rio das Ostras). Os presos na segunda foram conduzidos à carceragem da 79ª DP e, na sequência, encaminhados ao sistema prisional. As investigações prosseguem para identificar possíveis outros membros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =