Polícia vai apurar caso de racismo contra Gerson

A Polícia Civil irá investigar denúncia de ato racista ocorrido na partida entre Flamengo e Bahia, domingo (20), no Maracanã. O jogador Gerson, do clube carioca, afirma que o colombiano Índio Ramirez, do Bahia, teria lhe dito “cala a boca, negro”.

A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI) afirmou instaurou um inquérito policial para apurar a denúncia de injúria racial cometida contra o jogador Gerson, do Flamengo, durante jogo com o Bahia. A equipe da especializada vai ouvir o atleta e outros envolvidos serão chamados para prestar depoimento na unidade policial a fim de esclarecer o fato.

Desdobramentos

O Bahia anunciou que afastou o atleta, até que os fatos sejam apurados. O clube também anunciou a demissão, em comum acordo, do técnico Mano Menezes. No momento em que Gerson denunciou o ato, o treinador afirmou que o volante do Flamengo estava “de malandragem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =