Polícia usa ‘rondas qualificadas’ para reprimir roubos de carga

Para frear a alta nos roubos de carga em São Gonçalo, a Polícia Civil intensificou ações para reprimir a prática, as quais classificou como “rondas qualificadas”. A estratégia das equipes, além de prevenir abordagens a transportadores, também prevê a desmobilização de engrenagens importantes para as associações criminosas, como, por exemplo, a prisão de “olheiros”, que monitoram possíveis vítimas além da presença da polícia.

Em uma das ações policiais, realizada nessa quinta-feira (6), um suspeito de atuar como “olheiro” foi capturado por equipes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRF), em conjunto com a 78ª DP (Fonseca) e a Delegacia de Defraudações (DDEF). A ronda aconteceu na Comunidade do Jóquei, em São Gonçalo.

De acordo com a polícia, o homem foi abordado e, com ele, encontrado um aparelho de rádio transmissor sintonizado na frequência utilizada pelos traficantes. Além disso, apuração feita pelos agentes no local confirmou que uma das funções do acusado era monitorar as rondas feitas pelas viaturas naquela região.

Dessa forma, o acusado recebeu voz de prisão em flagrante pelo crime de associação para o tráfico de drogas. Ele foi conduzido à carceragem da DRFC, onde foi formalizado o auto de prisão. Na sequência, ele será levado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A DRFC ainda afirmou que, para receber informações sobre ladrões de carga, disponibiliza o número do seu Disque Denúncia no (2202-0510), lembrando que todas as informações são sigilosas.

Articulador preso

Policiais civis da 72ª DP (São Gonçalo) prenderam, na última terça-feira (4), um homem pelo crime de roubo majorado. Ele é apontado como um dos principais ladrões de carga no município. O criminoso foi capturado em Maricá, após monitoramento de inteligência da unidade.

As investigações apontam que o homem trabalhou como entregador em uma empresa de distribuição de cigarros e se aproveitava do cargo para facilitar roubos, apontando rotas e motoboys para comparsas praticarem os roubos. Após sair da empresa ele começou a realizar os crimes a mão armada. Ele já foi indiciado pelo mesmo crime em outras delegacias.

Indicadores

De acordo com dados mais recentes do Instituto de Segurança Pública (ISP), no acumulado entre janeiro e novembro de 2021, roubos de carga apresentaram alta em São Gonçalo. Nos 11 primeiros meses do ano passado, a cidade contabilizou 899 registros. No mesmo período, em 2020, foram registrados 731 casos. Isto representa alta de 23% no total.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.