Polícia responde à ousadia do tráfico

Pedro Conforte

Em reposta aos intensos confrontos entre traficantes na Zona Norte de Niterói, nesta sexta-feira (11) a Polícia Militar passou um ‘pente fino’ na comunidade da Nova Brasília. Ao todo, um menor foi apreendido e sete pessoas foram presas, sendo uma deles o braço direito do traficante Rodrigo da Silva Caetano, o Motoboy, chefe do tráfico na Favela Nova Holanda, no Rio de Janeiro. Com esta prisão, confirma-se a migração de criminosos do Rio para Niterói, com intuito de reforçar a ‘guerra do tráfico’ pelo controle dos pontos de venda de drogas. Outra resposta foi em São Gonçalo, onde após um ataque à base da PM no bairro Jardim Catarina (na noite da última quinta-feira), a PM, 24 horas depois, realizou uma operação na Favela do Pica Pau, no mesmo bairro.

Em Niterói, logo ao nascer do sol, mais de 50 militares do 12º BPM já cercavam e se preparavam para entrar na Nova Brasília. Em uma das principais ruas, os policiais removeram barricadas para que o veículo blindado do batalhão pudesse entrar na comunidade. Foram cinco horas dentro da localidade, procurando pelos criminosos. Houve confronto entre traficantes e policiais, mas sem registro de feridos. Além dos presos, a Polícia aprendeu diversas máquinas caça-níqueis, drogas e duas pistolas.

PM na Brasília

Entre os detidos pela Polícia está o criminoso conhecido como Bebezão, um dos homens de confiança do traficante Rodrigo da Silva Caetano, o Motoboy, um dos mais procurados do Estado. Segundo informações, Bebezão veio a Niterói reforçar a linha de frente da facção criminosa Comando Vermelho (CV), que tenta assumir o controle de todas as comunidades de Niterói. Por conta disso, há pelo menos 20 dias traficantes estão em confronto na Zona Norte, pelo controle de pontos de vendas de drogas no Santo Cristo, Pimba, Morro Seco e Palmeira, que são controlados pela facção TCP. Além disso o confronto se estendeu até o Morro do Boa Vista, que é controlado atualmente pela facção ADA.

De acordo com informações o confronto se intensificou por conta desta migração de traficantes do Rio para Niterói. A suspeita é que enquanto o CV recebeu reforço da Nova Holanda, o TCP recebeu homens e fuzis de Parada de Lucas e Serrinha para tentar frear a invasão da facção rival.
Desde o início da semana a Polícia Militar já ocupa a comunidade da Vila Ipiranga, que fica no centro de todas as outras comunidades que estão em ‘guerra’. Militares se revezam entre a parte alta e baixa da localidade.

Resposta também em São Gonçalo
Ontem também foi deflagrada uma operação em comunidades do bairro Jardim Catarina. Na noite de quinta-feira, traficantes atiraram contra o DPO do bairro – que ficam em frente à Lona Cultural. Apesar de ninguém ter ficado ferido, as marcas do ataque ficaram evidentes: viaturas e o prédio do destacamento ficaram destruídos. Por conta disso, policiais do 7º BPM realizaram uma operação nas comunidades do bairro.

Houve intensa troca de tiros entre militares e traficantes. Um homem foi preso na Favela do Pica Pau com uma pistola e um rádio transmissor. Segundo o comando do batalhão de São Gonçalo, o preso é suspeito de estar envolvido no ataque ao DPO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × cinco =