Polícia procura por médico acusado de dopar e agredir a namorada em Maricá

Policiais civis e militares estão a procura do médico intensivista Patrick Coutinho Vaz, que atuava em unidades hospitalares de Niterói e Região dos Lagos. Ele é acusado de dopar, agredir, e abusar sexualmente de duas ex-namoradas, uma delas uma corretora de imóveis, de 32 anos, identificada como Sarah Lima Mesquita, num condomínio onde o médico possui um imóvel de temporada, em Maricá.

De acordo com a polícia, Patrick teve uma crise de ciúmes ao ver Sarah de biquíni próximo a piscina de sua casa. O site Procurados divulgou cartaz com foto do médico, que está foragido, que em caso de condenação pela justiça, pode pegar até 30 anos de reclusão, por tentativa de feminicídio, já que também teria atacado a namorada anterior.

Por conta da agressão sofrida pela corretora de imóveis, a vítima sofreu traumatismo craniano, ficou com o rosto desfigurado e perdeu cerca de 40% da audição. Ela se recupera na casa do ex-marido, com quem conviveu por 13 anos, antes de se separar e conhecer o médico Patrick.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 1 =