Polícia prende PM e ex-PM pelo assassinato de Marielle

Dois suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, 2018, foram presos nessa madrugada. Batizada de Operação Lume a ação foi do Ministério Público e da Polícia Civil do Rio de Janeiro, após análise minuciosa de provas que apontam o Policial Militar (PM) reformado Ronie Lessa e Elcio Vieira de Queiroz, expulso da PM. O crime teria sido planejado por três meses antes da execução.

Segundo as investigações Lessa teria efetuado os disparos que mataram a dupla e Élcio o motorista do veículo usado para o crime, que aconteceu dia 14 de março de 2018, e vai completar um ano. Segundo o Ministério Público, os dois foram denunciados depois de análises de diversas provas e além dos mandados de prisão, a chamada Operação Lume cumpre mandados de busca e apreensão em endereços dos dois acusados, para apreender documentos, telefones celulares, computadores, armas e acessórios.

O MP também pediu a suspensão da remuneração e do porte de arma de fogo de Lessa, a indenização por danos morais aos familiares das vítimas e a fixação de pensão em favor do filho menor de Anderson até completar 24 anos de idade.

Assassinatos
O crime ocorreu no cruzamento das ruas Joaquim Palhares, Estácio de Sá e João Paulo I, pouco mais de um quilômetro distante da casa de Marielle. Um carro emparelhou com o chevrolet Agile da vereadora e vários tiros foram disparados contra o banco de trás, justamente onde estava Marielle. Treze disparos atingiram o carro. Quatro tiros atingiram a cabeça da parlamentar. Apesar dos disparos terem sido feitos contra o vidro traseiro, três deles, por causa da trajetória dos projéteis, chegaram até a frente do carro e perfuraram as costas do motorista Anderson Gomes. Os dois morreram ainda no local. A única sobrevivente foi uma assessora de Marielle. O carro ou os carros usados no crime (acredita-se que tenham sido dois) deixaram o local sem que os autores do homicídio pudessem ser identificados, pois as câmeras de trânsito que existem na região estavam desligadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *