Polícia militar terá investimento de mais de R$130 milhões

Um pacote de obras no valor de R$ 139 milhões foi anunciado pelo secretário de estado da Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Marinho Pires, para todos os batalhões da PM e o complexo do Comando de Operações Especiais, na Zona Norte do Rio, que será reconstruído. O orçamento será disponibilizado pelo governo do estado dentro do orçamento secretaria de Infraestrutura e Obras (Seinfra).

Esse é o maior investimento em infraestrutura das últimas décadas nas instalações da instituição, segundo o governo. Cerca de R$126 milhões do valor total, serão investidos em reformas de alojamentos e de ranchos (refeitórios), reconstrução de telhados e restauração de fachadas, a fim de melhorar as instalações de 47 unidades operacionais da corporação.

O R$13 milhões restantes serão destinados à reconstrução da sede do COE e do Centro de Instrução Especializada e Pesquisa Policial (CIEsPP), assim como construção e instalação de equipamentos para treinamento de tropas especiais.

“Temos na Polícia Militar quartéis históricos, alguns com mais de 100 anos e que nunca sofreram uma intervenção na sua infraestrutura com essa magnitude. A nossa prioridade são os alojamentos e os ranchos para oferecer dignidade aos nossos policiais”, disse o secretário Luiz Henrique.

Pelo projeto do governo, a segunda etapa das ações prevê a recuperação das instalações de outras duas unidades do COE: o Batalhão de Ações com Cães (BAC), localizado em Olaria, no Rio, e o Grupamento Aeromóvel (GAM), em Niterói. Para as obras nos batalhões, estão previstas as reformas de 282 alojamentos de 47 unidades, ranchos de 44 unidades, além de recuperação de telhados e restauração de fachadas de sete unidades.

O cronograma de obras estabelece prioridade para unidades históricas da corporação devido às estruturas serem mais antigas. Estão nessa lista o 4º BPM (São Cristóvão), 5º BPM (Praça da Harmonia), 6º BPM (Tijuca) e o Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), na Cidade Nova. Os projetos, assim como as licitações públicas, estão a cargo da Empresa de Obras Públicas (Emop), que faz parte da estrutura organizacional da Seinfra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.