Polícia já teria os indícios para pedir a prisão dos assassinos de soldados do Exército

Sem fornecer maiores detalhes sobre os rumos da investigação, a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) deixou claro que já teriam reunido os indícios necessários para pedir a Justiça a prisão dos assassinos dos soldados Victor Hugo Xavier, de 18 anos, e Daniel Ferreira de Azevedo, de 19 anos. Os corpos dos militares foram encontrados carbonizados, na manhã do último dia 13, dentro de um veículo incendiado, abandonado no bairro do Pacheco, em São Gonçalo.

Para não comprometer o andamento das investigações, a especializada está evitando fornecer maiores detalhes da investigação, e já estaria próximo da certeza sobre as identificações dos criminosos envolvidos na morte dos soldados do Exército, ocorrida na madrugada de domingo (dia 12). A principal linha de apuração seria a de que os militares teriam sido capturados por traficantes e executados. Na manhã dessa segunda-feira (20), uma missa campal, em memória dos militares mortos, reuniu parentes e amigos em frente a Capela São Jerônimo, no 21º Grupamento de Artilharia de Campanha (GAC), em Jurujuba.

O ato foi marcado por muita emoção e familiares e amigos dos militares disseram que eles passavam por momento muito feliz na trajetória militar, e que tinham orgulho de servir ao Exército brasileiro, onde tinham sonho de seguir na carreira militar. Na semana passada, o serviço de Disque Denúncia divulgou cartaz solicitando informações que possam ajudar a polícia na investigação para elucidar e prender os assassinos dos militares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − quinze =