Polícia Federal fecha contabilidade de valores apreendidos na Operação Kryptos

A Operação Kryptos, realizada pela Polícia Federal na última quarta-feira (25), finalizou apenas nesta sexta-feira (27), a contabilidade final dos valores em espécie apreendidos nos imóveis de alvos de mandados de busca e apreensão. Ainda restava fazer a conversão para Real das notas de moedas estrangeiras achadas durante a ação dos policiais.

De acordo com a Polícia Federal, em complemento ao balanço já divulgado, a corporação informou que a contabilização dos valores apreendidos em moeda estrangeira, após conversão, apresentou um montante de aproximadamente R$ 1,3 milhão, em espécie. Com isso, o total dos valores apreendidos, em espécie, no âmbito de toda a operação, foi de aproximadamente R$ 15,3 milhões.

Carreata

Vários veículos realizaram uma carreata no fim da tarde de quinta-feira (26), na orla da Praia do Forte, em Cabo Frio, para demonstrar apoio ao empresário Glaidson Acácio dos Santos, preso durante a operação de quarta-feira. Os manifestantes, presentes no local, pediram a soltura de Glaidson. Cartazes, palavras de apoio, entre outros, foram utilizados em apoio ao dono da GAS Consultoria Bitcoin.

A empresa foi alvo de uma denúncia há dois anos no Ministério Público por possível prática de pirâmide financeira disfarçada de aplicação em bitcoins. De acordo com as investigações, que tiveram participação da Polícia Federal, Glaidson promete lucros de 10% ao mês nos investimentos em criptomoedas, mas sua empresa não tem site, rede social e o telefone disponível na Receita Federal não funciona.

Recordando

Segundo a PF, a Operação Kryptos teve como objetivo desarticular organização criminosa responsável por fraudes bilionárias envolvendo criptomoedas. A investigação aponta que a GAS Consultoria, sediada em Cabo Frio, é responsável pela operacionalização da pirâmide. Foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Ceará e no Distrito Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + doze =