Polícia faz operação contra o tráfico em vários municípios

Augusto Aguiar

A Polícia Civil deflagrou “guerra” ao tráfico de drogas, na forma de uma ampla ação, denominada Operação Metástase, desde as primeiras horas da manhã de ontem, em vários pontos do estado. Coordenada pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), a operação desarticulou uma quadrilha de traficantes atuante em diversos municípios da Região dos Lagos, Maricá, São Gonçalo, com conexão em favelas da Mangueira, Parque União e Nova Holanda (Complexo da Maré). A operação foi realizada em Cabo Frio, Armação de Búzios, Arraial do Cabo, Rio das Ostras, Araruama, Silva Jardim, Maricá, Conceição de Macabu e São Gonçalo, entre outros locais. Até o fim da manhã de ontem pelo menos 28 pessoas foram presas, apontadas como lideranças do tráfico. Vários sequer tinham anotação criminal anterior. Sete acusados foram presos em bairros de Maricá, área da 82ª DP. Em São Gonçalo, os agentes estiveram no bairro do Boaçu, mas não revelaram o número de presos na localidade.

A ampla ação foi coordenada pelos delegados Felipe Curi e Gustavo Castro e teve como principal objetivo a identificação de toda a cadeia criminosa atuante nas localidades investigadas, bem como a identificação de diversos traficantes e de algumas lideranças do tráfico que até então passavam despercebidas da atuação policial, uma vez que não possuíam passagem pela polícia, e se deslocavam livremente sem ser incomodadas. A operação contou com apoio de 300 policiais civis de diversas delegacias do DGPE (Departamento Geral de Polícia Especializada) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e das delegacias das regiões investigadas – 82ª DP (Maricá), 118ª DP (Araruama), 120ª DP (Silva Jardim), 122ª DP (Conceição de Macabu), 125ª DP (São Pedro da Aldeia), 126ª DP (Cabo Frio), 127ª DP (Armação dos Búzios), 128ª DP (Rio das Ostras) e 132ª DP (Arraial do Cabo). Ao todo, foram expedidos 38 Mandados de Prisão Preventiva pela Justiça e, até o momento, 24 traficantes foram presos.

Durante uma entrevista coletiva, ainda na manhã de ontem, policiais revelaram, por exemplo, que mulheres saíam de cidades da Região dos Lagos para buscarem armas e drogas no Complexo da Maré e na Mangueira, na Zona Norte do Rio. “Essas mulheres estavam associadas ao tráfico de drogas. Elas levavam as drogas no ônibus. As armas eram levadas de carro”, afirmou o delegado titular da Delegacia de Combate às Drogas, Felipe Curi. Dos cinco mandados de prisão para as mulheres, de Cabo Frio, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia e Maricá, três foram cumpridos.

Segundo o delegado, eram várias quadrilhas diferentes pertencentes à mesma facção criminosa. “Consideramos a ação exitosa, dos 38 mandados cumprimos 28, em uma investigação que durou um ano”, afirmou Curi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =