Polícia desarticula um plano de “arrastão gigante” no Maracanã

Uma grande operação da Polícia Civil desarticulou, na manhã dessa terça-feira (22) um plano ousado, monitorado através das redes sociais, para promover uma onda de crimes, que seriam praticados na noite de quarta-feira (23), no Maracanã, em meio ao jogo entre Flamengo e Grêmio, pela semifinal da Taça Libertadores da América. De acordo com informações, cerca de 500 pessoas colocariam o plano – espécie de “arrastão gigante” – em prática, que envolveria falsificação de ingressos, roubos, e invasão do estádio. Em meio a operação duas pessoas foram baleadas, sendo uma delas atingida por bala perdida, no bairro do Jacarezinho.

Nas primeiras horas da manhã, pelo menos 16 pessoas já haviam sido presas. Em mensagens interceptadas pela polícia, os envolvidos estavam dispostos a enfrentar a polícia, mesmo com esquema reforçado de segurança, além de praticarem assaltos a torcedores a caminho do estádio. O objetivo dos policiais é o cumprimento de pelo menos 27 Mandados de Prisão, além de 89 intimações do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos para que suspeitos não se aproximem do estádio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + vinte =