Polícia cumpre mandados no Rio e três estados em investigação de empresa que não entregou respiradores

Um pessoa foi presa no Rio e outras duas Brasília, na manhã dessa segunda-feira (01), durante a Operação Ragnarok, coordenada pela Polícia Civil da Bahia, contra a empresa Hempcare, que vendeu e não entregou respiradores ao Consórcio do Nordeste. A mesma ação a operação cumpriu 15 Mandados de Busca e Apreensão no Rio, Salvador, cidade de Araraquara e capital São Paulo, além de Brasília.

Dois Mandados de Prisão Temporária foram cumpridos em um hotel e dois de Busca e Apreensão num condomínio de Brasília. Os presos estão sendo conduzidos para a Bahia. Policiais informaram que o grupo alvo teria envolvimento em crimes de estelionato, através de fraude na venda de equipamentos hospitalares, segundo os indícios encontrados na investigação.

A empresa teria recebido cerca de R$ 48 milhões pela venda de um conjunto de respiradores, mas os equipamentos não foram entregues, e a empresa, que se apresentava como revendedora, por sua vez não devolveu os recursos. A Secretaria de segurança Pública da Bahia, informou que durante as investigações, a Polícia Civil conseguiu apurar que o contrato que a empresa dizia ter com um grupo chinês seria um contrato “falsificado”. Segundo informes da Embaixada da China, a empresa mencionada no contrato seria ligada a construção civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + sete =