Polícia busca informações sobre assassinos de fuzileiro

O Disque Denúncia divulgou cartaz em busca de informações sobre os assassinos do fuzileiro naval Matheus Filipi Coelho, de 24 anos. Na quarta-feira (18), a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG) confirmou que um corpo encontrado carbonizado pertence ao rapaz.

No cartaz, cujo título é “Quem matou?”, o Disque Denúncia oferece a recompensa de R$ 5 mil por informações que ajudem a localizar os responsáveis pelo crime. Quem puder colaborar, deve entrar em contato com o telefone (21) 2253-1177 ou pelo WhatsApp (21) 9.9949-6099 com garantia de anonimato.

De acordo com a delegacia especializada, a confirmação foi obtida por meio de documentação odontológica fornecida pela Marinha. Desse modo, foi possível fazer a comparação da arcada dentária. “Com a juntada da documentação odontológica fornecida pela Marinha, foi possível identificar os restos mortais. Conseguimos uma nova ficha odontológica mais recente”, explicou, ontem, o delegado Mario Lamblet, responsável pela investigação.

O corpo foi encontrado, no domingo (15), na Rua Libânio Ferreira Pôrto, bairro Monjolos, em São Gonçalo, dentro de um carro, que também estava queimado. Os restos mortais foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó, na mesma cidade, onde também foram submetidos a exame de DNA.

A distrital segue investigando a autoria e motivação do crime e está colhendo depoimentos e possíveis imagens de câmeras de segurança. Segundo a DHNSG, nenhuma hipótese está descartada para o homicídio do militar. Matheus era separado e deixa uma filha de quatro anos. De acordo com familiares, ele não tem carro e também não informou aos parentes o que iria fazer depois do trabalho, no dia em que desapareceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + 11 =