Polícia apreende arsenal em porta-malas de carro no Barreto

Pedro Conforte –

Meio milhão de reais: este foi o prejuízo que a Polícia deu ao tráfico de drogas do Morro do Sabãona última sexta-feira (04). Centenas de munições, sete fuzis, quatro pistolas, uma escopeta e dezenas de carregadores foram encontrados escondidos em um carro dentro de um condomínio no Barreto. Em sua maioria, os fuzis tinha a inscrição “ADA Sabão”. A Polícia chegou ao arsenal depois de uma denúncia anônima.

De acordo com o comando do 12º BPM (Niterói), o setor de inteligência do batalhão recebeu uma denúncia na noite de quinta-feira sobre a existência de um arsenal escondido em um condomínio na Rua Luís Palmier, no Barreto. Com apoio de agentes da 76ª DP (Centro), os policias seguiram e encontraram um táxi com o armamento de guerra no porta-malas. O proprietário do apartamento contou aos policiais que um amigo pediu para estacionar o carro por alguns dias em seu prédio.

Dentro do veículo, um verdadeiro armamento de guerra. Questionado sobre a possibilidade de uma invasão no Marítimo (que é controlado pela facção rival do Sabão), o delegado da 76ª DP, Glaucio Paz, explicou que não haviam informações sobre invasões eminentes, mas que com o arsenal os criminosos poderiam atacar. “Eles poderiam invadir, mas acredito que eles estavam escondendo o armamento fora do morro. Muitas vezes eles [traficantes] usam pessoas que não chamam atenção para guardar objetos de muito valor, como esse arsenal apreendido hoje [sexta-feira]”, explicou o delegado.

Fuzil

Cada fuzil é avaliado, em média, em R$ 60 mil. Além das inscrições da facção criminosa, Amigo dos Amigos (ADA), o que chama atenção é que o armamento aparentava ser novo e de última geração, como um fuzil de fabricação australiana. “Temos que deixar claro que hoje tiramos de circulação um armamento que poderia ser usado contra a população de forma violenta”, pontuou o comandante do 12º BPM, coronel Márcio Rocha.
Segundo a Polícia Civil, as investigações continuam para localizar os traficantes e lideranças do Sabão.

Estatísticas
Em dez anos, entre 2007 e 2017, perto de três mil fuzis (até junho 2.757) foram apreendidos no Estado e os números não param de crescer, sobretudo nos últimos seis anos. De acordo com expectativas de especialistas, ao final do desse ano deve ficar estabelecido um novo recorde.
Segundo os dados, em 2007 foram apreendidos 214 fuzis, já em 2016 esse número aumentou para 369, 72,4% a mais em 10 anos. Vale lembrar que no dia 1º de junho desse ano policiais civis apreenderam uma remessa de 60 fuzis vindos de Miami (USA) para o Rio. Um mês antes, a Polícia Militar havia apreendido outros 32 fuzis durante confronto com traficantes na Cidade Alta, na zona norte do Rio. O combate ao envio de armas de grosso calibre, como fuzis e pistolas, se tornou uma das principais metas da Secretaria de Segurança do Estado há vários anos e os níveis de apreensão no Rio já atingiram cerca de uma arma curta por hora e um fuzil por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + dezesseis =