Polícia aguarda que suspeito de matar motorista de uber se entregue

A Polícia Civil fechou o cerco para Mayk Frem dos Santos, de 38 anos, apontado como principal suspeito de ter executado o motorista do Uber Martins Pereira Alcântara, de 24 anos. De acordo com a Polícia, diversas diligências já foram realizadas, inclusive a van de Mayk foi apreendida. “O advogado [do Mayk] já fez contato com a delegacia e afirmou que irá se entregar”, declarou Fábio Barucke, delegado da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG).
“O caso já está resolvido, a autoria definida, mandado de prisão e já temos provas suficientes contra ele [Mayk]. Só faltar cumprir o mandado, mas já fomos a todos os endereços possíveis. Agora, o advogado fez contato dizendo que ele vai se apresentar, estamos na expectativa. Mas a Polícia continua à procura do foragido”, esclareceu o Fábio Barucke.
O delegado informou que perícia realizada na Kombi de Mayk encontrou um porrete com manchas que se assemelham a sangue. Mayk é morador do bairro Ponta da Areia e motorista de van (que faz o trajeto Centro-Ponta D’Areia). Câmeras de segurança e testemunhas ajudaram a Divisão de Homicídios a identificar o autor do crime. Com base nas provas reunidas na investigação o delegado representou pela prisão que foi deferida pela justiça.
Segundo a investigação, o motivo da morte teria sido uma vaga de estacionamento público. Tudo começou quando Mayk chamou a vítima para conversar no lado de fora exigindo que ele tirasse o carro para poder estacionar sua van. Iuri morreu com um tiro na cabeça e outro no peito, na Avenida Visconde do Rio Branco, no Centro, no último sábado. Ele chegou a ser levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, mas não resistiu aos feridos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =