Polícia afirma que mãe de Henry ‘mentiu’ durante o depoimento

Após a prisão do casal Dr. Jairinho e Monique Medeiros – na manhã de quinta-feira, na casa de parentes de Monique, em Bangu – durante entrevista coletiva, o titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), delegado Henrique Damasceno, afirmou que Monique Medeiros mentiu durante o primeiro depoimento que prestou sobre a morte do filho, Henry Borel, no dia 8 de março. O depoimento ocorreu no dia 24. Nesse depoimento, o delegado disse ainda que Monique manteve a versão “fantasiosa” de seu atual marido, o vereador Dr.Jairinho, acusado de agredir e torturar o menino, de 4 anos, que morreu na madrugada do dia 8 de março.

No momento da prisão, a polícia informou que o casal ainda tentou se desfazer dos celulares, que foram aprendidos. Embora o inquérito ainda não tenha sido concluído, a polícia acredita que Henry foi assassinado, faltando esclarecer ainda como o crime teria sido cometido. Dr. Jairinho e Monique são acusados de homicídio duplamente qualificado (poer tortura e impossibilidade de defesa da vítima).

“Monique mentiu, sustentando a versão de Dr. Jairinho. Ela mentiu num depoimento que durou quatro horas, confirmando a versão dele. Henry era ameaçado por Dr. Jairinho para não contar o que estava acontecendo”, afirmou o delegado Henrique Damasceno.

Dr. Jairinho e Monique são acusados de homicídio duplamente qualificado

Monique é transferida para presídio em Niterói

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 16 =