Polêmica: após treinador insinuar boicote à Copa América, ‘Fora Tite’ ganha força nas redes sociais

Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira (03), no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), após a realização do treino de apronto para a partida contra o Equador pelas Eliminatórias Sul-americanas da Copa do Mundo o técnico Tite insinuou que a seleção brasileira pode não disputar a Copa América. Desde então, o treinador vem sendo alvo de críticas nas redes sociais, ocupando o top trending no Brasil com a hashtag #foratite.

Também verifica-se, nas redes sociais, que o movimento está sendo associado à apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, entusiasta da realização da Copa América em solo nacional. A competição seria, inicialmente, disputada na Colômbia e na Argentina. Mas, por motivos distintos, porém relevantes, houve desistência destes países em sediar o evento: a Colômbia por conta de problemas políticos internos; e a Argentina por conta do agravamento da pandemia.

Com isso, a Copa América foi, repentinamente, transferida foi transferida para o Brasil, com o aval do presidente da República, Jair Bolsonaro, o que acabou gerando grande debate e reprovação pela maioria dos meios de comunicação e também de governadores e prefeitos, devido à pandemia. A entrevista começou com duas horas de atraso e sem a presença do capitão do time, Casemiro. A ausência do jogador, segundo Tite, estava relacionada à opinião dos atletas do grupo sobre a Copa América. “Eles têm uma opinião, externaram ao presidente, e vão externá-la ao público em um momento oportuno” – disse Tite.

A comissão técnica, os atletas e o diretor de seleções, Juninho Paulista, já se reuniram para tratar do assunto com o presidente da CBF, Rogério Caboclo. No entanto o grupo fechou questão em não comentar o teor das conversas antes das partidas válidas pelas eliminatórias da Copa do Mundo. O Brasil enfrenta o Equador nesta sexta-feira (4), em Porto Alegre; e o Paraguai, na próxima terça-feira (8).

O técnico da seleção argentina, Lionel Scaloni, também em entrevista coletiva nesta quinta-feira (4), disse ter certeza de que o Brasil está em situação igual ou pior do que a Argentina. “Ainda há muitas incógnitas sobre acomodações e aonde vamos treinar. A nossa perspectiva mudou muito porque antes estaríamos em nosso centro de treinamentos, com todos os cuidados, e, agora, nos deparamos com esta situação que ainda é alarmante e preocupante por não ser o local ideal” – declarou.

One thought on “Polêmica: após treinador insinuar boicote à Copa América, ‘Fora Tite’ ganha força nas redes sociais

  • 5 de junho de 2021 em 13:29
    Permalink

    Um grande treinador Tite tem o grupo na mão e concordo com a postura de nossa seleção O 2 segundo pais com mais mortes no mundo o presidente trouxe a copa América para o Brasil.
    Me sinto envergonhado pelo nosso presidente.
    E ainda existe apoiadores para esta vergonha.
    Lamentável!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =