Pneus novos podem evitar acidentes

Aline Balbino

O fim do ano está chegando e muita gente já está organizando viagens para outras cidades e até estados. A preocupação é com hospedagem, alimentação e passeio. Mas, muita gente se esquece de revisar o veículo antes de pegar a estrada. É importante se atentar para o nível do óleo do motor, água, calibragem dos pneus e, principalmente, seu estado de uso. Muitos condutores não se preocupam e viajam com os pneus carecas. Pesquisas já apontam que 93% dos acidentes acontecem por imprudência do motorista e péssima condição dos veículos.

Um pneu careca pode causar um grave acidente, inclusive com óbito, pode estourar mais facilmente, escorregar na pista e, em caso de chuva, derrapar na estrada.

Júlio é gerente da loja Marambaia Pneus, em São Gonçalo. Ele alertou que nesse período do ano cresce o número de pessoas procurando pneus novos, calibragem e alinhamento. Ele explicou a importância de manter o carro seguro antes de uma curta ou longa viagem.

“Antes de viajar a pessoa deve fazer uma revisão. Tem que verificar pneu, suspensão, freio, olhar sempre as calibragens e um bom alinhamento a cada 10 mil quilômetros. Isso aumenta a vida útil do pneu. Uma boa avaliação previne muitos acidentes. É bom ficar atendo a um bom

amortecedor e um bom freio. Um pneu careca tem um grande risco, como estourar em alta velocidade e provocar um acidente, capotamento, risco a terceiros. A revisão nos pneus precisam ser a cada 10 mil quilômetros”.

cuidado com pneus

Olho nas dicas
Calibre os pneus semanalmente de acordo com a indicação do manual do fabricante;
Faça rodízio de pneus;
Evite sobrecarga de peso;
Faça a manutenção preventiva de componentes do veículo que atuam diretamente sobre os pneus;
Alinhe o sistema de direção e suspensão, além do balanceamento de pneus conforme indicado pelo fabricante;
Utilize o pneu indicado para cada tipo de solo;
Observe periodicamente o indicador de desgaste de rodagem, que existe em todo pneu para mostrar o momento certo da troca;
Evite o contato do pneu com derivados de petróleo ou solventes, que atacam a borracha;
Evite a direção agressiva com freadas fortes e mudanças bruscas de direção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *