PM morto em “pega” na Linha Amarela é enterrado em Niterói

Tylane Renor –

Foi enterrado na manhã desta quinta-feira (21), no Cemitério do Maruí, no Barreto, o policial militar do 12° Batalhão que morreu após um acidente automotivo na Linha Amarela, na madrugada da última quarta-feira. O cabo Anderson de Almeida Delladonna tinha 27 anos e deixou três filhos. Ele chegou a dar entrada no Hospital Municipal Lourenço Jorge, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu horas depois. No acidente, também morreram Gabriel de Oliveira e Luiz Felipe Pinheiro Ferraz. Outro ocupante de um dos veículos, Luis Ricardo Cardoso Ferreira, segue internado no Hospital Lourenço Jorge e seu estado de saúde é estável.

O acidente ocorreu na Linha Amarela, na pista sentido Fundão, na altura da Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio. Dois veículos foram envolvidos e um deles tinha adaptações específicas de carros de corrida, como óxido nitroso (gás que aumenta a potência do veículo em cerca de 40%, conhecido como NOS) e proteção interna.

Segundo moradores da região, é rotineira a passagem de veículos em alta velocidade naquela área. Os irmãos Luis Ricardo e Luiz Felipe estavam num Gol branco, quando cruzaram com o outro veículo, que possivelmente estaria em alta velocidade.

Em um vídeo divulgado numa rede social, há imagens dos veículos em alta velocidade, possivelmente apostando um “pega” ou corrida clandestina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + quatro =