PM elabora estratégia para combate a arrastões na Niterói-Manilha

Arrastões voltaram a serem comuns na região de São Gonçalo da BR-101 (Niterói-Manilha). Em menos de duas semanas, dois casos aconteceram na altura do km 304, bairro de Santa Luzia. No caso mais recente, nessa terça-feira (11), pelo menos 15 bandidos, armados com fuzis, roubaram vários carros. Um suspeito foi preso. De acordo com a Polícia Militar, os bandidos responsáveis por esses crimes seriam de três diferentes bairros.

Segundo o comandante do 7º BPM (São Gonçalo), tenente-coronel Gilmar Tramontini, há intenção de fazer plano em elaboração para ocupação das regiões da Ipuca (Jardim Catarina), Jardim Bom Retiro e Santa Luzia, onde funcionaria o “quartel-general” dos assaltantes. A ideia é realizar, em breve, um cerco restrito nas regiões a fim de transformá-las, em seguida, em área de patrulhamento normal com restabelecimento de serviços públicos.

“O que se pretende é desenvolver um plano de ocupações na Ipuca, Santa Luzia e Bom Retiro, mas isso ainda está em fase de aprovação documental e carece de aprovação por parte do escalão superior da PM. Tão logo isso seja autorizado, vai ser feito. Estou desenhando tudo isso, vou submeter ao escalão superior, para que ele me autorize a realizar esse cerco restrito onde vamos retirar barricadas, restabelecer serviços e retomar o território como área de patrulhamento normal”, explicou.

No entanto, o comandante pontua que, para que haja a ocupação, é necessário que uma operação policial ou uma série de operações sejam realizadas. Cabe ressaltar que ações do tipo estão permitidas apenas em casos de excepcionalidade por conta de restrições importas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), durante a pandemia da covid-19. O batalhão trabalha para conseguir autorização para atuar nas localidades.

“O STF diz que não pode ter operação policial durante a pandemia, a não ser em casos absolutamente essenciais. Uma ocupação é uma ação posterior a uma operação ou sequência de operações, então tenho que, primeiro, realizar uma operação de cerco restrito, cercando o local onde quero atuar, atuar ali dentro e, depois, manter um efetivo lá dentro patrulhando. São bairros onde o tráfico está expandindo e a gente tem que retomar”, pontuou o tenente-coronel.

De acordo com levantamento do setor de inteligência do batalhão, nas regiões de Santa Luzia e Jardim Bom retiro, há cerca de 50 barricadas instaladas pelo tráfico. Além disso, o 7º BPM também apurou que carros roubados na BR-101, nos pontos em que têm ocorrido arrastões, são levados para essas regiões, além da Ipuca. Cabe ressaltar que, ainda que o policiamento na rodovia seja atribuição da PRF, o batalhão mantém 14 viaturas ao longo da via, no trecho de São Gonçalo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =