PM e PRF somam forças para conter escalada dos roubos de cargas

Augusto Aguiar

Uma reunião na última sexta-feira (03) entre representantes do 7º BPM (São Gonçalo), do Comando de Policiamento de Área (CPA) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) alinhou estratégias para o combate à escalada dos roubos de carga que vêm ocorrendo no eixo da Rodovia Niterói-Manilha (BR-101), no âmbito do município de São Gonçalo.

Após uma apresentação dos casos e incidência ficou decidida uma maior integração, acesso ao banco de dados da PRF, em caráter complementar, a cooperação técnica e uma agenda de ações que serão desencadeadas, em caráter imediato, com base no monitoramento diário das ocorrências, considerando local, horário, tipo de carga, dentre outros parâmetros. Ficou decidido ainda na reunião um amplo esforço e consenso, na área operacional, com as equipes da PM passando a realizar operações preventivas e repressivas neste trecho da rodovia, tendo por finalidade específica coibir esses tipos de delitos. De acordo com delegacias especializadas no estado, muitas quadrilhas estão atualmente praticando essa modalidade de crime, sobretudo na Zona Norte do Rio. Desde 2011, o número de ocorrências no estado triplicou, chegando a 9.870 casos registrados em 2016, número recorde desde o início da série, 24 anos atrás.

Os caminhões são interceptados nas estradas, principalmente na Via Dutra, na Washington Luiz, Avenida Brasil e BR-101. De acordo com o titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), delegado Maurício Mendonça, traficantes passaram a praticar essa modalidade de crime, do qual conseguem dinheiro para compra de armas e drogas. Os ataques geram grandes prejuízos para o setor de transporte de cargas. A federação que representa os empresários do setor estima que os roubos geraram prejuízo superior a R$ 1 bilhão no ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + dezesseis =