PM apreende menores acusados de arrombar bancas em Niterói

Augusto Aguiar –

O arrombamento de bancas de jornais nas regiões do Centro e Zona Sul, entre outros bairros, não é uma prática recente na cidade, mas não os registros chegaram a ser reduzidos por algum tempo, mas nos últimos meses voltou a atordoar os jornaleiros, que estão solicitando providências das autoridades. No último fim de semana, câmeras de segurança, da Associação Viver Bem, instaladas na Zona Sul de Niterói, foram determinantes para que policiais militares do 12º BPM (Niterói) localizassem e apreendessem uma dupla de menores infratores, que ainda agia na área.

Eles receberam voz de prisão em flagrante depois de tentarem arrombar uma banca de jornais, situada na Rua Coronel Moreira, em Icaraí, A dupla se aproximou da banca e um dos acusados tentou arrombar a porta do estabelecimento, enquanto vigiava a aproximação de estranhos. Porém, acabaram sendo flagrados por câmeras de segurança da Associação Viver Bem, que transmitem diretamente as imagens para o centro de monitoramento do 12º BPM. Uma viatura foi acionada e não demorou muito os acusados, qua tentavam fugir foram interceptados e conduzidos para a DP.

À exemplo do que chegou a ocorrer há cerca de três anos atrás, a prática de arrombamento de bancas de jornais voltou a preocupar. De acordo com informações, criminosos – que chegam a se passar por moradores de rua – ficam perto de bancas de jornais e muitas vezes, usando ferramentas como “pés de cabra” e outro tipo de alavanca estão violando as bancas de jornais. Segundo os próprios proprietários de bancas de jornais, o medo de se tornar vítima de algum tipo de retaliação está inibindo o procedimento das vítimas de procurarem uma delegacia para formalizarem os registros de ocorrências.

Uma vez arrombados os estabelecimentos, os criminosos furtam diversos tipos de mercadorias, já que muitas bancas de jornais vendem também outras variedades de produtos, que não são apenas publicações, como pacotes de cigarros, doces, e outros itens do setor de armarinho. A maior parte dos arrombamentos é feito entre o fim da noite e a madrugada e as mercadorias são adquiridas por receptadores de produtos roubados/furtados. Não há um cálculo específico dos prejuízos estimados dos jornaleiros. Na madrugada de quarta-feira passada, policiais flagraram e apreenderam outros três menores que arrombaram uma banca de jornal na mesma via de Icaraí. Eles foram conduzidos para 77ª DP (Icaraí).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =