Plano de mobilidade urbana aberto à sugestões

Raquel Morais –

O Plano de Mobilidade Urbana Sustentável (PMUS) está recebendo sugestões para melhoria da mobilidade urbana em Niterói até o dia 31. A ideia é reunir as reclamações e soluções para melhorar o transporte público no município. Mas enquanto o plano não é finalizado muitos moradores permanecem esbarrando em problemas básicos de locomoção. O número deficiente de ônibus em algumas ruas e bairros é uma das principais queixas relatadas à reportagem de A TRIBUNA, como no Bairro de Fátima e em Jurujuba, por exemplo.

Os moradores de Jurujuba pedem mais uma linha de ônibus no bairro, uma vez que por lá só circula o 33 há mais de 40 anos. O mesmo acontece com a Rua Fagundes Varela (linha 57), com o Bairro de Fátima (linha 03) e em Várzea das Moças (linha 46). O assunto já foi veiculado por A TRIBUNA, mas após meses nenhuma mudança.

O comerciante Marco Antônio Barreiros, de 56 anos, explicou que mora no Bairro de Fátima e percebe o problema de mobilidade urbana. “Acaba que a gente tem que se moldar aos horários dos ônibus, que só passam de 30 em 30 minutos durante a semana e de uma em uma hora no final de semana. Essa situação pode ser vista por dois ângulos, a falta que mais coletivo faz e ao mesmo tempo a tranquilidade do bairro”, comentou.
O mesmo acontece com a dona de casa Moara Dutra, de 26 anos, que mora na Fagundes Varela. “Eu não aguento esperar o ônibus e acabo subindo e descendo a rua a pé. Acho que poderiam colocar mais uma linha ou desviar alguma outra linha que passaria pela Praia de Icaraí passando pela Fagundes Varela”, sugeriu.

A Prefeitura de Niterói informou que o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável (PMUS), disponível no link https://consultas.colab.re/pmusniteroi, está em fase de elaboração por parte da Secretaria Municipal de Urbanismo de Niterói. O trabalho, iniciado há um ano, tem como base a integração dos sistemas de mobilidade e a prioridade ao transporte público e incentivo aos meios não-motorizados. Usuários de todas as linhas de ônibus da cidade estão entre os ouvidos na elaboração do PMUS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *