Pitbull ataca criança de 2 anos no Ingá. Ela continua em estado grave

A menina de 1 ano e 11 meses atacada por um cachorro da raça pit bull, na tarde desse domingo (16), no Ingá, Zona Sul de Niterói, continua em estado grave. A menina foi transferida para o Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), em São Gonçalo. O proprietário do animal, que é vizinho da criança, confirmou que o animal costumava ficar solto.

De acordo com o Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL), onde a menina recebeu os primeiros socorros após o ataque, ela foi transferida ao HEAT porque o HEAL não possui UTI pediátrica. Após ser encaminhada à unidade de saúde gonçalense, a criança passou por uma cirurgia na região da boca por conta dos ferimentos.

O caso foi registrado pela Polícia Civil como omissão na cautela de animais, Artigo 31 da Lei de Contravenções Penais (LCP). O proprietário do animal se apresentou voluntariamente à 76ª DP (Niterói) e prestou esclarecimentos. Segundo a distrital, ele admitiu que deixava o animal solto na vila de casas onde aconteceu o ataque.

Caso aconteceu na Rua Dr. Araújo Pimenta, no Ingá – Foto: Reprodução/Google

O caso

De acordo com a Polícia Civil, o ataque aconteceu por volta de 16h40min. A vila de casas fica na Rua Dr. Araújo Pimenta, no Ingá. Segundo informações da polícia, o animal teria entrado na casa da menina e a puxado para fora. Duas testemunhas socorreram a garota e a levaram até a esquina das Ruas Miguel de Frias com Fagundes Varela, já em Icaraí, onde encontraram equipes da operação Segurança Presente.

Os policiais colocaram a criança na viatura e a levaram ao HEAL, onde recebeu os primeiros socorros. O tio da menina foi à 76ª DP para registrar a ocorrência enquanto a mãe acompanhou a filha durante o atendimento médico. O dono do animal inicialmente se apresentou voluntariamente no hospital, indo em seguida à delegacia para prestar esclarecimentos. A distrital segue investigando o caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.