PGR pede ao STJ que solte Edmar Santos

A Procuradoria Geral da República (PGR) solicitou ao presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, que solte o ex-secretário estadual de Saúde, Edmar Santos. A alegação é que os fatos apurados pelo Ministério Público do Rio (MPRJ) na Operação Mercadores do Caos são os mesmos que estão sendo investigados pela PGR no Inquérito 1338, da Operação Placebo, que tramita no STJ.

Além da soltura do ex-secretário de saúde, a PGR pediu que os inquéritos e ações penais decorrentes da Operação Mercadores do Caos – que investigou a suposta fraude na compra de respiradores pelo estado para o combate à Covid-19 -, sejam deslocados para o órgão, e que seja declarada a incompetência da Justiça Estadual no caso. Está entre as prerrogativas da da Procuradoria Geral da República exercer as funções do Ministério Público junto ao ao STJ e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Edmar foi preso na última sexta-feira, dia 10, em seu apartamento, localizado em Botafogo, na Zona Sul do Rio. Durante a operação foram encontrados R$ 8,5 milhões. O ex-secretário já teve R$ 617 mil bloqueados em suas contas. A Justiça mandou bloquear até R$ 36 milhões na decisão que permitiu a prisão dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + dezessete =