Idoso é preso por armazenas pornografia infantil em Niterói

Um idoso de 74 anos foi preso em flagrante, na manhã de segunda-feira (7), no bairro do Fonseca, Zona Norte de Niterói, por armazenar imagens de pornografia envolvendo crianças e adolescentes. A ação faz parte da quarta fase da Operação Revelação, deflagrada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Niterói.

A operação teve como objetivo a identificação e prisão dos responsáveis por baixarem e, possivelmente, transmitirem fotos e vídeos envolvendo cenas de pedofilia. A investigação durou aproximadamente três meses, na qual a especializada representou judicialmente por buscas e apreensões de computadores e outros dispositivos eletrônicos nos locais identificados.

“Essa operação é decorrente da quarta fase de uma operação que vem ocorrendo desde 2018. A delegacia vai continuar as investigações para coibir crimes de pedofilia”, afirmou a delegada titular, Carina Bastos, que teve, nesta operação, auxílio do delegado assistente José Paulo Pires.

Ao todo, foram expedidos três mandados de busca e apreensão, sendo um dos alvos o idoso, identificado como Northan Figueiredo. Ao chegar na casa dele, os policiais confirmaram o armazenamento do material envolvendo menores de idade. O homem acabou sendo preso em flagrante.

“A gente pôde constatar pelo nosso setor de inteligência que esse senhor baixava arquivos contendo cenas de sexo e pornografia de crianças e adolescentes. Representamos pela busca e apreensão. Foi confirmado que havia cenas armazenadas no computador dele”, explicou a delegada.

De acordo com a DPCA, o crime cabe fiança. Caso não haja pagamento, o suspeito será encaminhado para audiência de custódia, onde o juiz vai decidir se a prisão em flagrante será deferida ou se o idoso responderá em liberdade.

Participação de outras pessoas não é descartada

A delegada Carina Bastos ressalta que as investigações continuam em andamento. Por enquanto, só há comprovada a participação do homem que foi preso nesta segunda. Entretanto, caso haja confirmação de envolvimento de outras pessoas, o crime se torna ainda mais grave.

“A gente só tem a participação dele. Foi constatado inicialmente o armazenamento dos arquivos. Vai depender da perícia para saber se ha compartilhamento. Aí seria até um crime mais grave. Não está descartada participação de outras pessoas”, concluiu a delegada.

Operação Revelação

Desde 2018, a especializada tem deflagrado diversas fases da Operação Revelação, contra crimes do tipo na cidade. Em 22 de novembro de 2018, três pessoas foram presas por envolvimento em crimes de pedofilia. Na ocasião, Os agentes atuaram nos bairros de Icaraí, na Zona Sul, e Barreto, Sapê e Cubango, na Zona Norte.

Já no dia 30 de maio do ano passado, os agentes foram às ruas para cumprir seus mandados em endereços da Zona Sul de Niterói. Três pessoas foram detidas, entre elas um capitão reformado do Exército. Na ocasião, ainda foram apreendidos materiais contendo pornografia infantil. Na época, o nome dos acusados não havia sido divulgado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =