PF cumpre mandados de busca e apreensão em Itaboraí

na manhã da segunda-feira (23), a Polícia Federal realizou a Operação Pestilência que teve por objetivo combater a ação criminosa de lavagem de dinheiro praticada por uma empresa de perfumaria. O prejuízo inicial levantado pelos agentes é de pelo menos R$ 200 mil. A organização criminosa, alvo das ordens judiciais expedidas pela 5ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, é acusada de ser especialista em cometer fraudes contra a Caixa Econômica Federal. Auxiliados por agentes da unidade da PF de Niterói, colegas de corporação da unidade de Nova Iguaçu compareceram em Itaboraí e Campo Grande para o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão e foram também até o Recreio dos Bandeirantes para a execução de um mandado de prisão temporária. Este último não foi cumprido até o início da tarde da própria segunda porque o acusado não foi encontrado.

As investigações revelaram que os envolvidos contavam com a participação direta de pelo menos dois funcionários da Caixa e possuía uma rede de falsificadores e sacadores para levantamento indevido de valores do FGTS, de Cota PIS (Programa de Integração Social) e de empréstimos consignados junto ao INSS com uso de documentos falsos. A ação teve como resultado a apreensão de celulares, notebooks e diversos documentos que serão analisados e periciados na continuidade das investigações. Os investigados irão responder pelos crimes de estelionato qualificado; organização criminosa; peculato; crimes contra o sistema financeiro e lavagem de capitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 7 =