PF cumpre mandado contra pornografia infantil em Niterói

Policiais federais cumpriram um mandado de busca e apreensão, na manhã desta terça-feira (08), na cidade de Niterói. A ação faz parte da operação A Caçada, de combate ao abuso sexual infantil e à produção, posse compartilhamento, pela internet, de fotografias e vídeos de violência sexual infantojuvenil.

Policiais federais estiveram em um endereço localizado na Rua Coronel Moreira César, entre as Ruas Álvares de Azevedo e General Pereira da Silva, no bairro de Icaraí, Zona Sul da cidade.

Também foram cumpridos outros cinco mandados, em outras cidades do Rio de Janeiro. Dois deles em Volta Redonda, no Sul do Estado; um na capital, bairro da Tijuca; um em Macaé e um em Campos dos Goytacazes.

De acordo com a Polícia Federal, o Núcleo de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil (Nurcop) identificou uma rede que distribuía para pessoas de diversos países, arquivos com cenas de abuso e de exploração sexual de crianças e adolescentes. Nas imagens, há abusadores do sexo masculino e feminino.

O trabalho de apuração foi realizado com a utilização de ferramentas específicas. A Interpol, em Roma, também colaborou com a investigação, encaminhando à PF informações obtidas pela Unidade de Crimes Cibernéticos em Milão. “Demonstra que o crime cibernético transnacional não tem fronteiras, mas que a polícia tem ferramentas e tecnologia para identificá-lo”, afirmou a corporação, por meio de nota.

Ainda segundo a corporação, os materiais apreendidos, em especial os equipamentos eletrônicos, como notebooks, HD´s e celulares, serão submetidos à perícia para o aprofundamento das investigações, de para que sejam identificadas vítimas, outros criminosos e crimes.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pelas 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro/RJ, 2ª Vara Federal Criminal de Volta Redonda/RJ e 2ª Vara Federal Criminal de Niterói/RJ. Cabe ressaltar que armazenar material com cenas de abuso sexual infantil, ainda que não haja o seu compartilhamento, por si só, já configura o crime previsto no artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Outro caso

Um idoso de 74 anos foi preso em flagrante, na manhã de segunda-feira (07), no bairro do Fonseca, Zona Norte de Niterói, por armazenar imagens de pornografia envolvendo crianças e adolescentes. A ação fez parte da quarta fase da Operação Revelação, deflagrada pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =