Paulo Gustavo: MP abre investigação contra pastor que orou pela morte do ator

O Ministério Público de Alagoas vai abrir uma investigação por crime de homofobia contra o pastor José Olímpio, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, por ter orado pela morte do ator e humorista Paulo Gustavo, internado por complicações da Covid-19. Na última semana passada, o religioso publicou no seu em uma rede social “desejando” sua morte.

“Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, publicou o pastor que apagou a publicação após a repercussão negativa.

O pedido do MP de Alagoas se baseia em uma decisão de 2019 do Supremo Tribunal Federal (STF) que decidiu que declarações homofóbicas devem ser enquadradas no crime de racismo.

Segundo o promotor de Justiça Lucas Sachsida, explicou que as declarações promovidas na rede social do pastor têm consequências penais por “praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional”. A pena pode chagar a três anos e de prisão mais pagamento de multa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + dois =