Paulinha Abelha, cantora do Calcinha Preta morre por problemas renais

Internada desde 11 de fevereiro, em virtude de problemas renais, a cantora Paulinha Abelha, vocalista da banda Calcinha Preta, morreu nesta quarta-feira(23), aos 43 anos, em Aracaju (SE). Segundo nota emitida pelo hospital, a cantora morreu às 19h26 em decorrência de um quadro de comprometimento multissêmico.

O quadro clínico da cantora se agravou nos últimos dias. Ela foi internada após sentir dores, logo depois de ter chegado em Aracaju de uma turnê com a banda, em São Paulo, e o caso evoluiu para um coma profundo.

Uma campanha de doação de sangue foi realizada para a artista, que passava por hemodiálise. Correntes de orações foram realizadas durante dias por fãs em frente aos hospitais em que ela ficou internada, mas Paulinha não resistiu. Questionada sobre possíveis sequelas, a equipe médica que a acompanhava chegou a dizer que o maior desafio era “mantê-la viva”.

Ela era vocalista da banda ao lado de Silvânia Aquino, Bell Oliver e Daniel Diau. A história na banda tem idas e vindas, mas começou no final dos anos 90, quando o empresário Gilton Andrade a descobriu.

Natural de Simão Dias, em Sergipe, Paula de Menezes Nascimento Leça Viana começou a cantar ainda na infância em bandas do interior do estado. Ela fez parte dos grupos Flor de Mel e Panela de Barro.

O destaque nacional passou a acontecer quando ela entrou para a Calcinha em 1998, banda que ficou por 12 anos como umas das principais vozes do grupo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.