Patinadora niteroiense é convocada para o Pan-Americano do Equador

Na madrugada de quinta-feira (25) a Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação (CBHP) bateu o martelo e anunciou a notícia tão esperada pela patinadora niteroiense Luiza D’Angelo, seus familiares e comissão técnica que a treina: ela é uma das atletas brasileiras que irão representar o País no campeonato de Patinação Artística, no Pan–Americano de Guayquil, no Equador, no próximo mês de em abril. O grito de comemoração estava sendo aguardado há duas semanas, quando foi cogitado que a adolescente de 16 anos , moradora de Pendotiba era uma das candidatas. Ela vai competir na categoria Sênior.

Mesmo durante a pandemia, a atleta não deixou de lado a sua paixão pelo esporte, e seguindo todos os protocolos determinados pelas autoridades científicas, manteve sua rotina de treinos. A preparação é árdua. A atleta treina quatro horas por dia, seis dias por semana na quadra do Clube AABB em São Francisco, onde acontecem suas aulas pela Star Patinação, escola que é referência na cidade, e que hoje é uma das principais equipes de patinação do país na atualidade. Os treinamentos incluem também o acompanhamento psicológico, preparação física, de mobilidade e expressão corporal. Luiza também chegou a treinar na Academia de Patinação Central do Corpo.

Luiza D’Angelo começou na modalidade com apenas seis anos de idade. No início era apenas uma atividade extraclasse, mas, ela quis ir muito além disso. Com determinação a garota já com seus 12 anos, talento e muito treino, começou a competir e a colecionar títulos estaduais, nacionais e internacionais. Hoje aos 16 anos foi convocada para representar o Brasil como Sénior.

Foto: Divulgação/Renata Xavier

Entre outros títulos ela já tem na bagagem uma medalha de ouro na categoria Internacional Livre Infantil no Campeonato Brasileiro de Patinação Artística, o que lhe garantiu, em 2017, uma vaga no Campeonato Sul-Americano da modalidade em Mar del Plata, na Argentina que também foi contemplada com a medalha de prata.

“Fiquei muito feliz com essa convocação, pois representar minha cidade e meu País num Pan-Americano .É muto gratificante. Sei que o nível da competição será elevado, por isso estamos treinando pesado. Cheguei a ouvir que não tinha talento, e isso me fez treinar muito mais e a superar todos os desafios”, conta Luiza.

Estudar, treinar e competir não é fácil para a patinadora. Aluna do Colégio Fórum Cultural, Luiza recebe agora a notícia que foi convocada para o Pan-Americano de 2021,que será realizado no Equador.

Luiza, comissão técnica e familiares estão na reta final para treinamentos, além de estarem atentos em todas as situações decorrentes da Pandemia e todas as restrições necessárias, também estão conversando e avaliando futuros patrocinadores que irão colaborar para a ida da atleta e comissão técnica para o Equador.

“A Luiza é uma daquelas atletas que nasceu com o dom nato para a modalidade. Nasceu para isso. Tem um potencial incrível, é aplicada, talentosa, além de ter muita técnica”, afirma sua treinadora Karen Fritsch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =