Passagens de ônibus municipais mais caras em São Gonçalo

Anderson Carvalho

Os gonçalenses que saíram de casa no último domingo, tiveram que gastar mais na hora de pegar o ônibus para se deslocar pela cidade. No último dia 13, o prefeito José Luiz Nanci assinou decreto – publicado no último sábado no Diário Oficial do Município – autorizando o aumento de 50 centavos no valor da tarifa. Antes esta custava R$ 3,45 e agora passou R$ 3,95, um reajuste de 12,66%. Mais cara até da de Niterói, que é de R$ 3,70.

Segundo o decreto de Nanci, o mês de janeiro de todo ano é a data base para os reajustes tarifários, como forma de “adequar o seu valor de custeio dos serviços e de todas as demais atividaes necessárias ao seu adequado funcionamento. Considerando que o Consórcio São Gonçalo suportará integralmente com o custeio da gratuidade das passagens dos portadores de necessidades especiais e dos estudantes no ano de 2017”, disse um trecho do decreto. O Consórcio São Gonçalo tem a concessão das linhas municipais. Os vale-transportes adquiridos até a data inicial da vigência do decreto poderão ser utilizados até o dia 15 de fevereiro, sem qualquer complementação monetária.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio (Setrerj) informou que o reajuste anual está previsto no contrato de licitação e se justifica, além do reequilíbrio das contas, pelo fato de que, em 2017, as gratuidades dos estudantes e dos portadores de necessidades especiais serão suportadas pelo Consórcio, já estando incluídas no valor da tarifa definida.

Além de São Gonçalo, e do Estado do Rio (nas linhas intermunicipais), as passagens foram reajustadas nos municípios de Duque de Caxias, São João de Meriti, Belford Roxo, Itaboraí e Queimados. Quanto à Niterói, ainda não foi reajustada a passagem no município. De acordo com o Setrerj, as empresas trabalham no sentido de melhorar a cada dia o serviço, no entanto, os itinerários são definidos pela prefeitura.
A Prefeitura de Itaboraí analisa a revogação do reajuste da passagem de ônibus. A de Rio Bonito determinou o cancelamento do aumento da tarifa.

Indeferimento – No último domingo, o vereador Vinícius (PRB), protocolou no gabinete do prefeito José Lui Nanci (PPS) um ofício requerendo o indeferimento do pedido de reajuste das passagens e a colocação de ar condicionado nos ônibus. Segundo o parlamentar, o reajuste atende somente os interesses do Consórcio São Gonçalo. Ele pretende acabar com o monopólio da concessionária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + dezoito =