Passageiros das Barcas reclamam da falta de estrutura nas embarcações

Se a intenção de fugir dos congestionamentos é optar pelo transporte aquaviário, essa troca não está sendo tão vantajosa para alguns usuários deste serviço. A falta de climatização durante o percurso, péssimas condições de higiene e, nesse período pré carnaval, o tumulto que foliões fazem nas Barcas estão na lista de reclamações de quem usa a embarcação para evitar a Ponte Rio-Niterói. Segundo informações da própria concessionária que explora o serviço, apenas metade das oito embarcações que fazem a linha Arariboia-Praça XV é climatizada.

A consultora de vendas Franciele da Silva, 22 anos, disse que utiliza o transporte aquaviário pelo menos três vezes por semana e frisa o problema da climatização como o que mais incomoda a viagem.

“Todas as vezes que eu pego as Barcas o ar-condicionado não está funcionando. Isso é muito ruim pois a barca está sempre cheia e ficamos todos suados. Hoje [ontem] o tempo estava nublado e eu nem suei muito, mas tem vezes que eu saio muito suada para ir trabalhar”, comentou.

Já o auxiliar de escritório Márcio Moraes, 36 anos, disse que além da falta de climatização, o que mais lhe incomoda é o banheiro sujo.

“O banheiro dos homens sempre está sujo e com cheiro forte de urina. O chão também é sujo e não é sempre que tem sabão para lavar a mão”, frisou.

Já a vendedora Viviane Sá, 35 anos, disse que nesse período de blocos de carnavais a situação é ainda mais crítica.

“Junta o calor, a sujeira nos banheiros, o ar-condicionado que não funciona com pessoas que estão fantasiadas indo para blocos no Rio. Isso é catastrófico pois eu não estou nesse clima de extrema euforia e geralmente, no sábado, eu vou estudar no Rio. Isso é uma falta de respeito e não consigo fazer uma leitura pois os foliões ficam cantando e rindo sem nenhum respeito ao próximo”, contou.

As embarcações sem climatização são: Urca, Neves, Ingá e Gávea e as climatizadas Harpia, Itacoatiara, Pão de Açúcar e Corcovado. A CCR Barcas esclareceu em nota que, apesar de o contrato de concessão não prever a disponibilidade de sistema de ar-condicionado nas linhas sociais, a concessionária trabalha para que, sempre que possível, embarcações com sistema de refrigeração sejam disponibilizadas na linha Arariboia. Vale ressaltar que não existem embarcações fixas para linhas ou horários, uma vez que os barcos são utilizados conforme a demanda e a disponibilidade, sempre em concordância com o referido contrato.

Ainda segundo o posicionamento da empresa, a CCR Barcas não corrobora com qualquer ilegalidade nas estações ou embarcações. Os colaboradores são treinados para coibir tais práticas; todavia, alguns usuários, infelizmente, insistem em realizar essas ações, e a empresa, apesar de não possuir Poder de Polícia, adota medidas para coibi-las, por meio da afixação de adesivos, de locuções sonoras e de trabalhos institucionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + vinte =