Passageiro armado reage e mata assaltante de ônibus

Augusto Aguiar –

Seria mais um dos tantos roubos a coletivos, nos quais passageiros de um ônibus da Viação Nossa Senhora do Amparo (da linha Castelo-Maricá) ficariam sem o dinheiro e pertences, nas primeiras horas da manhã de ontem, na Rodovia Amaral Peixoto, altura do bairro Tribobó, quando um passageiro, não identificado, sacou uma arma e efetuou disparos contra dois bandidos. Um dos criminosos morreu no local e o comparsa conseguiu fugir. Da noite de sexta-feira até a manhã de ontem, dois criminosos, apontados como assaltantes de ônibus, morreram na RJ-104.

Testemunhas afirmaram que pela manhã o coletivo seguia em direção à Maricá, quando ao passar na altura do km 6,5 da RJ-104, dois criminosos que haviam embarcado pouco antes nas imediações da comunidade Cova da Onça, anunciaram o assalto e passaram e recolher os pertences dos passageiros. Nesse momento, um dos passageiros, que estava armado, reagiu e efetuou vários tiros na direção dos criminosos. Dois tiros atingiram um dos assaltantes, que ainda tentou desembarcar correndo, mas caiu ferido e morreu momentos depois. Ele foi identificado depois como Filipe Santos de Carvalho, de 21 anos, que possuía anotação criminal anterior por roubo e era considerado foragido da Justiça.

De acordo com informes, momentos antes a dupla já teria cometido outro assalto a coletivo na mesma localidade. Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) foram acionados para o local. Testemunhas afirmaram ainda que os criminosos já haviam arrecadado vários aparelhos celulares e outros pertences dos passageiros quando ocorreu a reação.

Na noite de sexta-feira outro criminoso, apontado por praticar roubos contra a mesma empresa, morreu na operação desencadeada pelo serviço de inteligência do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) com objetivo de desarticular as quadrilhas que agem nas RJs 104 e 106. Usando touca ninja e portando uma réplica de fuzil, o acusado tentou também roubar um posto de combustíveis e morreu baleado. Ele teria sido reconhecido também por roubos praticados em coletivos. Na mesma noite, outros dois homens foram presos após efetuarem roubos a um coletivo da linha 484 (Alcântara/Niterói), da Viação Fagundes. Na ocasião, vários pertences foram recuperados. De acordo com a polícia, várias equipes reservadas foram posicionadas em pontos estratégicos da rodovia para reprimir a grande incidência de roubos a coletivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 2 =